O pesadelo do DEM não acaba: agora é Cesar Maia

Depois de seu maior expoente no Senado, Demóstenes Torres, cair em desgraça por amizade com Carlinhos Cachoeira e o presidente nacional do partido, Agripino Maia, se enrolar em escândalo de inspeção veicular no Rio Grande do Norte, ex-prefeito do Rio perde direitos políticos por 5 anos.

O pesadelo do Democratas não tem fim.
Depois de perder seu grande expoente no Senado e ver seu presidente nacional enrolado com esquema de corrupção na inspeção veicular do Rio Grande do Norte, o partido levou mais uma bordoada.

O ex-prefeito do Rio de Janeiro Cesar Maia foi condenado ontem (5) à perda dos direitos políticos por cinco anos, em processo na Justiça do Rio de Janeiro.[ad#Retangulo – Anuncios – Direita]

A ação que desembocou na condenação foi proposta pelo Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro e questionava um contrato feito em 2004 pela Rio-Urbe, uma autarquia municipal, e a Studio G Construtora Ltda para a construção da Igreja de São Jorge, na Zona Oeste da cidade.

À época, a obra, que custou R$ 149.432,40, foi considerada ilícita pelo Ministério Público.

Além dos direitos políticos suspensos, Cesar Maia e outros três réus foram condenados a ressarcir os cofres públicos com o valor da obra. Ainda cabe recurso à decisão.

O ex-prefeito disse ao site G1 que vai recorrer da decisão, apesar de ainda não conhecer seu teor.

“Sequer sei do que se trata. Mas, como é na primeira instância, o recurso esclarecerá tudo.

Aliás, como tem sido”, disse Cesar Maia.
blog Brasil247

Eleições 2010: Serra cai e Ibope projeta segundo turno com Dilma e Marina

Pesquisa do IBOPE no Rio confirma tendência de queda de José Serra.

O leitor que me acompanha nesta jornada quixotesca pelo Twitter (só não digam brancaleônica ) sabe que valorizo muito as pesquisas eleitorais do Rio e de Brasília. Como ex-capital e capital, estas grandes cidades tem a peculiaridade de exprimir, no seu eleitorado, uma tendência nacional.

Se for assim, a última pesquisa do IBOPE abala ainda mais a candidatura de José Serra: entre os cariocas (capital) e fluminenses ( interior do Estado), ele já aparece catastróficos 17 pontos atrás de Dilma. Em Brasília, na média dos demais institutos , a diferença é de 5 pontos a favor da petista.[ad#Retangulo – Anuncios – Direita]

Como, porém, Montenegro (o dono do IBOPE) não perde a mania de manipular, ele, para evitar a desmoralização, já fez as contas de chegar em relação a Dilma e Serra, mas para proteger o tucano, continua tentado segurar Marina num nível mais baixo do que o real.

Então temos:
Dilma 44%,
Serra 27%
Marina 10% (pesquisa relativa ao Estado Rio).

Os 10% de Marina vão por conta da manipulação. Na média de todos o outros institutos, ela já está com 18% no Rio e 16% em Brasília.

Agora, se o querido leitor tiver a bondade de comparar estes números com os que antecipei, ontem, para o IBOPE nacional constará que a única discrepância é em relação a Marina que, na minha modesta opinião já deve ter ultrapassado os 15% em todo o País.

Na reta de chegada das campanhas, os candidatos passam a agir, com cega superstição, em função das pesquisas. Ao invés de tentar alterar essas pesquisas, como camaleões, vão se adaptando às tendências reveladas.

Vejam o caso de Marina: nos últimos 60 dias ela focou a classe média e, com um discurso conservador, posicionou-se de forma a herdar os votos do expelido Ciro Gomes, bem com os que se desprendem do decadente Serra. Bem sucedida nesse intento, ela agora tenta refluir para o lulismo, rendendo-se ao avassalador neopopulismo do presidente.

“Eu ainda me inspiro em Lula“,disse ela, ontem, com a cara mais santa.

Ainda sobre o IBOPE do Rio, vale destacar que o ex-prefeito Cesar Maia (DEM), estigmatizado preconceituosamente por seus ex-companheiros Fernando Gabeira e Alfredo Sirkis (PV) está dando a volta por cima. Como candidato ao Senado, ele provavelmente terá mais votos do que Gabeira para governador.

blog Fatos Novos Novas Ideias

Chame o ladrão!

Brasil: da série “só dói quando eu rio”!

Sabem o DEM? O partido atrás do qual se esconde o PFL, que se esconde atrás da Arena…? Pois bem!

Foi preso, e algemado, que horror!, que violência!, no Rio o Deputado Natalino Guimarães, do DEM — chamar de democrata um partido que tem ilustres “democratas” como Marco Maciel, só pode ser gozação.

Sua (dele) ex-celência, o Deputado Natalino Guimarães, do mesmo partido do Senador Agripino Maia — aquele que se importa se os presos são torturados desde que não mintam! Conforme declarou disse durante audiência no Senado com a Ministra Dilma Roussef – , comandava um grupo de extermínio nos subúrbios do Rio de Janeiro.

O angelical deputado, que já havia sido preso uma vez, e era vigiado pela polícia havia meses, integra a bancada, na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro, do prefeito, argh!, Cesar Maia, pai do também democrata Rodrigo Maia, presidente nacional do DEM.