Saúl Dias – A Minha Hora – Poesia


A Minha Hora
Saúl Dias

Que horas são? O meu relógio está parado,
Há quanto tempo!…
Que pena o meu relógio estar parado
E eu não poder marcar esta hora extraordinária!
Hora em que o sonho ascende, lento, muito lento,
Hora som de violino a expirar… Hora vária,
Hora sombra alongada de convento…

Hora feita de nostalgia
Dos degredados…
Hora dos abandonados
E dos que o tédio abate sem cessar…
Hora dos que nunca tiveram alegria,
Hora dos que cismam noite e dia,
Hora dos que morrem sem amar…

Hora em que os doentes de corpo e alma,
Pedem ao Senhor para os sarar…
Hora de febre e de calma,
Hora em que morre o sol e nasce o luar…
Hora em que os pinheiros pela encosta acima,
São monges a rezar…


Você pode se interessar também sobre: Stefan Zweig – Frase do dia – 26/07/2016


Hora irmã da caridade
Que dá remédio aos que o não têm…
Hora saudade…
Hora dos Pedro Sem…
Hora dos que choram por não ter vivido,
Hora dos que vivem a chorar alguém…

Hora dos que têm um sonho águia mas… ai!
Águia sem asas para voar…
Hora dos que não têm mãe nem pai
E dos que não têm um berço p’ra embalar…
Hora dos que passam por este mundo,
De olhos fechados, a sonhar…

Hora de sonhos… A minha hora
– ‘Stertor’s de sol, vagidos de luar –
Mas… ai! a lua lá vem agora…
– Senhora lua, minha senhora,
Mais um minuto para a minha hora,
Mais um minuto para sonhar…

Saúl Dias, in “Dispersos (Primeiros Poemas)”
 

 

Fotografias de Andrezza Mendez

Postado na categoria: Literatura, Poesia - Palavras chave: , , ,

Leia também:

Henri Poincaré - Frase do dia - 24/03/2015

“Provamos através da lógica, mas descobrimos a partir da intuição.” Henri Poincaré

March 24, 2015, 10:58 am
M. Tanigushi - Frase do dia - 27/04/2014

"Felicidade repartida dura eternamente." M. Tanigushi

April 27, 2014, 10:02 am
Sophia de Mello Breyner Andresen - Versos na tarde - 27/02/2015

É por ti Sophia Andresen¹ É por ti que se enfeita e se consome, Desgrenhada e florida, a Primavera. É por ti que a noite chama e espera És tu...

February 27, 2015, 9:00 pm
Artur da Távola - Versos na tarde - 20/01/2016

Tempo Artur da Távola¹ Hoje eu sou poesia, Pedaço de nuvem Nas mãos do teu dia. Eu sou amargura, Espaço de espanto Num céu de loucura. Hoje eu quero ser...

January 20, 2016, 9:00 pm
Nietzsche - Frase do dia - 16/08/2017

"Aquele que luta com monstros deve acautelar-se para não tornar-se também um monstro." Nietzsche [ad name="Retangulo - Anuncios - Duplo"]

August 16, 2017, 10:00 am
T.S.Eliot – Poesia – Poemas – Versos na tarde – 12/05/2017

A canção de amor de J. Alfred Prufrock – Parte VI T.S.Eliot¹ Não! Não sou o Príncipe Hamlet, nem pretendi sê-lo. Sou um lorde assistente, o que tudo fará Por ver...

May 12, 2017, 9:00 pm