Salvatore Quasimodo – Poesia


E o teu vestido é branco
Salvatore QuasimodoArtes Plásticas,Pinturas,Serge Marshennikov,Blog do Mesquita

Tens a cabeça baixa e me olhas:
e o teu vestido é branco,
e um seio aflora de entre as rendas
soltas do teu ombro esquerdo.

A luz me supera; treme,
e te toca os braços nus.

Revejo-te. Tinhas
palavras poucas e breves,
que punham alma
no peso de uma vida
que sabia a circo.

Profunda era a estrada
por onde o vento descia
certas noites de inverno,
e nos despertava estranhos


Você pode se interessar também sobre: José Mesquita – Frase do dia – 28/12/2013


Tradução de Geraldo Holanda Cavalcanti

Postado na categoria: Literatura, Poesia - Palavras chave: , ,

Leia também:

Elisa Lucinda - Versos na tarde

Texto para uma separação Elisa Lucinda ¹ Olhe aqui, olhos de azeviche Vamos acertar as contas porque é no dia de hoje que cê vai embora daqui... Mas antes, por...

March 8, 2011, 9:08 pm
Philidel - Versos na tarde - 03/09/2016

Desabafo - Desapego Queria escrever um poema que não falasse de amor para terminar com dor no meio do corredor queria escrever um poema sem herois gregos sem métrica e...

September 3, 2016, 9:00 pm
Sartre - Frase do dia - 05/01/2014

"Ser livre não é poder fazer o que se quer, mas querer o que se pode fazer" Sartre

January 5, 2014, 10:02 am
Walt Whitman - Versos na tarde - 04/07/2016

Até à Vista - Extrato Walt Whitman¹ ..."fiz o meu próprio caminho, Cantei o corpo e a alma, a guerra e a paz, as canções da vida e da morte,...

July 4, 2016, 9:00 pm
Guilherme de Almeida - Versos na tarde

Branca de Neve Guilherme de Almeida ¹ Eu te guardo no fundo da memória, como guardo, num livro, aquela flor que marca a tua delicada história, Branca de Neve, meu...

April 27, 2011, 9:00 pm
Ledo Ivo - Versos na tarde

Sobrevivente Ledo Ivo ¹ Sou um sobrevivente na passagem entre o dia e a noite. Onde estão as figuras de antigamente - em que estrelas, em que túmulos se esconderam?...

January 18, 2010, 9:00 pm