• mqt_for@hotmail.com
  • Brasil

Saiu na mídia – Submarinos franceses para a marinha brasileira

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O Ministro da Defesa, Nelson Jobim discute compra de submarino por US$ 600 milhões, com o governo francês. As negociações incluem, ainda, trasnferência de tecnologia de propulsão nuclear para a Marinha Brasileira.Para o Ministro, o acordo tem o objetivo de acelerar o desenvolvimento do projeto do submarino nuclear brasileiro que vem sendo executado no Centro Experimental de Aramar, no interior de SP.

De Eliane Cantanhêde – Folha de São Paulo

O Brasil discute com a França a compra de submarino diesel-elétrico da classe Scorpène, por US$ 600 milhões, com pagamento em 20 anos e taxas européias, de 2,4% ao ano. A compra está condicionada a um pacote mais amplo que inclui a transferência de tecnologia de submarinos nucleares franceses para a Marinha brasileira.

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, que está em Paris para encontros com o governo e com empresas de submarinos e de aviões da França, ressalvou ontem que “não se trata de uma viagem de compras”, mas de discussão de uma “aliança estratégica” entre os dois países.

A base das conversas, segundo ele, é a garantia de transferência de tecnologia -algo que os Estados Unidos não aceitam, mas a França mantém com países como a Índia e a China.

José Mesquita

José Mesquita

Pintor, escultor, gravador e "designer". Bacharel em administração e bacharel em Direito. Pós-graduado em Direito Constitucional. Participou de mais de 150 exposições, individuais e coletivas, no Brasil e no exterior. Criador e primeiro curador do Prêmio CDL de Artes Plásticas da Câmara de Dirigentes Lojista de Fortaleza e do Parque das Esculturas em Fortaleza. Foi membro da comissão de seleção e premiação do Salão Norman Rockwell de Desenho e Gravura do Ibeu Art Gallery em Fortaleza, membro da comissão de seleção e premiação do Salão Zé Pinto de Esculturas da Fundação Cultural de Fortaleza, membro da comissão e seleção do Salão de Abril em Fortaleza. É verbete no Dicionário Brasileiro de Artes Plásticas e no Dicionário Oboé de Artes Plásticas do Ceará. Possui obras em coleções particulares e espaços públicos no Brasil e no exterior. É diretor de criação da Creativemida, empresa cearense desenvolvedora de portais para a internet e computação gráfica multimídia. Foi piloto comercial, diretor técnico e instrutor de vôo do Aero Clube do Ceará. É membro da National American Photoshop Professional Association, Usa. É membro honorário da Academia Fortalezense de Letras.

Gostou? Deixe um comentário