Sá de Miranda – Comigo me desavim

Não posso viver comigo


Comigo me Desavim
Sá de MirandaGrafiti,Blog do Mesquita

Comigo me desavim,
Sou posto em todo perigo;
Não posso viver comigo
Nem posso fugir de mim.

Com dor da gente fugia,
Antes que esta assi crecesse:
Agora já fugiria
De mim, se de mim pudesse.
Que meo espero ou que fim
Do vão trabalho que sigo,
Pois que trago a mim comigo
Tamanho imigo de mim?


Você leu?: Elisa Lucinda – Cor-respondência


Postado na categoria: Literatura - Palavras chave:

Leia também:

Immanuel Kant - A Preguiça como obstáculo à liberdade
Immanuel Kant - A Preguiça como obstáculo à liberdade

É tão cômodo ser menor.

August 11, 2019, 7:02 pm
John Donne - Constância Feminina
John Donne - Constância Feminina

Constância Feminina John Donne Agora já me amaste por um dia inteiro. Amanhã, quando partires, o que dirás? Irás antedatar algum voto mais recente? Ou dizer que, agora, Já não...

July 31, 2019, 9:46 pm
Adolfo Cascais Monteiro - Aurora
Adolfo Cascais Monteiro - Aurora

A poesia não é voz – é uma inflexão.

August 17, 2019, 6:45 pm
Maquiavel - Frase do dia
Maquiavel - Frase do dia

Uma mudança...

August 8, 2019, 12:53 pm
Fernando Pessoa - Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do bio
Fernando Pessoa - Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do bio

Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do bio Fernando Pessoa Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio. Sossegadamente fitemos o seu curso e aprendamos Que a vida passa, e...

July 25, 2019, 7:20 pm
Manoel de Barros - Soberania
Manoel de Barros - Soberania

...mas o vento escorregava muito...

August 5, 2019, 8:00 pm