Renan Calheiros: PMDB representará contra Arthur Virgílio no conselho de ética do senado

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Brasil: da série: “Só dói quando eu rio!

Sei não, Tupiniquins. Vocês já imaginaram algum dia que iriam assistir Renan Calheiros falando em ética, e ainda por cima escudado por “elle”? Isso mesmo. Fernando Collor. Tremei! O boiadeiro e o dono daquilo roxo, paladinos da ética e samurais do Sarney? E mais. Com os olhos injetados de ódio, e destilando fel pelos cantos da boca hirta, Collor fez, pasmem!, veemente e apaixonada defesa de Lula, e atacou o senador Pedro Simon, que falava da tribuna do senado pedindo a renúncia do soba censor do Maranhão.

Recapitulando. Navegando na sarjeta, na mesma barca ‘ética’, Renan Calheiros, Zé Sarney e Fernando Collor. Esse, fazendo declaração de paixão explícita pelo apedeuta do agreste. Completando a ópera bufa, a descabela intervenção do suplente beócio, argh!, Wellington Salgado, e balbucios nefelibatas do decrépito senador Epitácio Cafeteira.

O que esperar de um governo defenddio por Calheiros, Collor e Wellington Salgado?

Já estou antevendo a cena pra 2010. Sarney, Collor e Calheiros na coordenação da campanha da “cunpaeira” Dilma.

Tem alguma coisa fora de ordem.

O editor


PMDB apresenta nesta semana representação contra líder do PSDB, diz Renan Calheiros

BRASÍLIA – Apesar de ser uma decisão tomada pela bancada do PMDB, o líder do partido, senador Renan Calheiros (AL), afirmou nesta segunda-feira que a representação ao Conselho de Ética contra o líder do PSDB, senador Arthur Virgílio (AM), será protocolada “no decorrer da semana”. Segundo ele, é necessário aguardar a presença em Brasília dos parlamentares que começam a chegar após o recesso parlamentar.

O texto da representação já está pronto e deve cobrar a apuração de três fatos que envolvem o líder tucano: o pagamento de salário a um funcionário do seu gabinete enquanto ele fazia um curso no exterior; a legalidade do ressarcimento financeiro pelo Senado dos gastos da mãe do parlamentar com tratamento de saúde; e o socorro financeiro de cerca de US$ 10 mil concedido pelo ex-diretor-geral do Senado Agaciel Maia ao tucano durante viagem ao exterior.

Calheiros reafirmou que a iniciativa de representar contra Virgílio decorre do fato dele praticamente ter forçado o PSDB a representar contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), no Conselho de Ética:

– O problema é que o Arthur Virgílio levou o PSDB a tomar uma atitude e, diante disso, não poderíamos agir diferente.

O peemedebista negou que a iniciativa represente qualquer senha para intimidar outros senadores que defendem o afastamento do presidente da Casa.

– Não é do meu feitio telefonar para chantagear ou pressionar ninguém – disse Renan Calheiros.

Essa hipótese foi levantada por Virgílio. O tucano acredita que possa estar sendo “usado” pelo líder do PMDB para intimidar outros parlamentares. Ele afirmou que não renunciará ao mandato mesmo que a representação siga adiante e um eventual pedido de cassação de seu mandato seja votado em plenário.

– Não renuncio. Não há hipótese. Largo a política se eles (PMDB) tiverem força para isso tudo. Talvez estejam me usando para intimidar terceiros e quartos (senadores), mas não me intimidarão, continuarei a fazer denúncias – declarou Virgílio.

O Globo

José Mesquita

José Mesquita

Nasceu em Fortaleza,Ce. Pintor, escultor, gravador e "designer". Bacharel em Administração, Ciências da Computação e bacharel em Direito. Pós-graduado em Direito Constitucional. É consultor em Direito Digital. Participou de mais de 250 exposições, individuais e coletivas, no Brasil e no exterior. Design Gráfico, já criou mais de 35 marcas, logotipos, logomarcas, e de livrosa de arte para empresas no Brasil e Exterior Criador e primeiro curador do Prêmio CDL de Artes Plásticas da Câmara de Dirigentes Lojista de Fortaleza e do Parque das Esculturas em Fortaleza. Foi membro da comissão de seleção e premiação do Salão Norman Rockwell de Desenho e Gravura do Ibeu Art Gallery em Fortaleza, membro da comissão de seleção e premiação do Salão Zé Pinto de Esculturas da Fundação Cultural de Fortaleza, membro da comissão e seleção do Salão de Abril em Fortaleza. É verbete no Dicionário Brasileiro de Artes Plásticas e no Dicionário Oboé de Artes Plásticas do Ceará. Possui obras em coleções particulares e espaços públicos no Brasil e no exterior. Foi diretor de criação da Creativemida, empresa cearense desenvolvedora de portais para a internet e computação gráfica multimídia. Foi piloto comercial, diretor técnico e instrutor de vôo da Ecola de Aviação Civil do Ceará. É membro da National American Photoshop Professional Association - NAPP, Usa. É membro da Academia Fortalezense de Letras e Membro Honorário da Academia Cearense de Letras. Autor de três livros de poesias - e outros quatro ainda inéditos; uma peça de teatro; contos e artigos diversos para jornais; apresentações e prefácios de publicações institucionais; catálogos e textos publicitários. Ministra cursos gratuítos de Arte e de Computação Básica para crianças e adolescentes em centros comunitários de comunidades carentes na periferia das cidades.

Gostou? Deixe um comentário

José Mesquita

Pintor, escultor, gravador e “designer”.

Bacharel em administração e bacharelando em Direito.

Participou de mais de 150 exposições, individuais e coletivas, no Brasil e no exterior.

Mais artigos

Siga-me