Paul Auster – Versos na tarde – 09/10/2013


Poema
Paul Auster¹

Leve-me com você,
e de nossas duas misérias
faremos talvez
uma espécie de felicidade.

¹Paul Benjamin Auster
* Newark, Usa – 3 de Fevereiro de 1947 d.C

Escritor, filósofo e poeta norte-americano autor de vários best-sellers como Timbuktu, O Livro das Ilusões, A Noite do Oráculo e A Música do Acaso.

Frequentou a Universidade de Columbia e viveu durante quatro anos em França. A sua proximidade à literatura francesa haveria de marcá-lo para sempre. Foi confesso admirador de André Breton, Paul Éluard, Stéphane Mallarmé, Sartre e Blanchot, alguns dos quais traduziu para língua inglesa. O seu gosto pela tradução é muitas vezes referido pelo próprio, que aconselha os jovens escritores a traduzir poesia para entenderem melhor o significado intrínseco das palavras. Além destes autores, Paul Auster refere ainda como suas influências Dostoiévsky, Ernest Hemingway, Fitzgerald, Faulkner, Kafka, Hodërlin, Samuel Beckett e Marcel Proust.

Em 1998, realizaria o seu primeiro filme, “Lulu on the Bridge”. Nos seus livros é evidente a influência cinematográfica norte-americana e as suas histórias desenrolam-se numa sucessão que faz lembrar um thriller, usando igualmente o método da “caixa chinesa”, sucessão de histórias no interior umas das outras. A sua obra parece ser mais apreciada na Europa do que no seu país natal. Atualmente vive em Brooklyn, Nova Iorque.


Você leu?: Yeats – E daí? – Poesia


Boa parte da sua história ele conta no que parece ser uma autobiografia. “Da mão pra boca” reúne relatos de sua vida, um jogo criado pelo escritor chamado action baseball, e mais três peças do autor, consideradas por ele mesmo como fracas.


[ad#Retangulo – Anuncios – Duplo]

Postado na categoria: Literatura - Palavras chave: , , , , , , , , , , , , , , , ,

Leia também:

Gabriel Garcia Marques - Do amor e outros fracos
Gabriel Garcia Marques - Do amor e outros fracos

...enquanto isso, toque música, encha a casa de flores.

September 17, 2019, 9:00 pm
Michel de Montaigne - Suporte real para a emoção
Michel de Montaigne - Suporte real para a emoção

...se o golpe falhar e ele for ao vento.

September 22, 2019, 8:00 pm
Brecht - Louvor de Aprender - Poesia
Brecht - Louvor de Aprender - Poesia

Não te acanhes de perguntar, companheiro!

August 29, 2019, 7:00 pm
Saint-Exupéry - Não se reconquista o amor com argumentos
Saint-Exupéry - Não se reconquista o amor com argumentos

Não se reconquista o amor com argumentos Não te esqueças de que a tua frase é um ato. Se desejas levar-me a agir, não pegues em argumentos. Julgas que me...

September 6, 2019, 7:49 pm
Carlos Drummond de Andrade - A máquina do mundo
Carlos Drummond de Andrade - A máquina do mundo

E como eu palmilhasse vagamente

August 27, 2019, 6:40 pm
Thiago de Mello - A fruta aberta - Poesia
Thiago de Mello - A fruta aberta - Poesia

Aprendi contigo, amada. Aprendi com a tua beleza

September 21, 2019, 7:15 pm