Pablo Neruda – Literatura


Tango do ViúvoPablo Neruda,Poesia.Literatura,Blog do Mesquita

Tive dificuldades na minha vida privada. A doce Josie Bliss foi-se convencendo e apaixonando até adoecer de ciúmes. Se não fosse isso, talvez tivesse continuado indefinidamente ao lado dela. Enterneciam-me os seus pés nus, as brancas flores que lhe brilhavam na cabeleira negra. Mas o seu temperamento levava-a até paroxismos selvagens. Tinha ciúmes e aversão às cartas que me chegavam de longe; escondia-me os telegramas sem os abrir, olhava com rancor o ar que eu respirava.

Por vezes acordava-me uma luz, um fantasma que se movia por detrás da rede do mosquiteiro. Era ela, vestida de branco, brandindo o seu longo e afiado punhal indígena. Era ela, rondando-me a cama horas inteiras sem se decidir a matar-me. «Quando morreres, acabarão os meus receios», dizia-me. No dia seguinte realizava misteriosos ritos para garantir a minha fidelidade.

Acabaria por me matar. Por sorte, recebi uma mensagem oficial participando-me que fora transferido para Ceilão. Preparei a minha viagem em segredo e um dia, abandonando a minha roupa e os meus livros, saí de casa como de costume e entrei no barco que me levaria para longe.

Deixava Josie Bliss, espécie de pantera birmanesa, na maior dor. Mal o barco começou a mover-se sobre as ondas do golfo de Bengala, comecei a escrever o poema «Tango del Viudo», trágico trecho da minha poesia dedicado à mulher que perdi e me perdeu porque lhe crepitava no sangue, sem descanso, o vulcão da cólera.


Você pode se interessar também sobre:


Postado na categoria: Literatura - Palavras chave: ,

Leia também:

Nietzsche - Frase do dia - 08/10/2012

"Um político divide os seres humanos em duas classes: instrumentos e inimigos." Nietzsche

October 8, 2012, 10:02 am
Guilherme Zarvos - Versos na tarde

Azul Guilherme Zarvos ¹ Cores mudam gente Cores mudam casa Mudam até a cor da cor da caneta Se eu tivesse que nascer de novo Seria uma cor: Talvez verde...azul......

September 29, 2010, 9:00 pm
Umberto Eco - Souvenires do passado

Relíquias Umberto Eco¹ Ao ler meu jornal local, eu me deparei com um artigo interessante sobre relíquias, não apenas do tipo religioso, mas também da variedade laica, da cabeça de...

December 22, 2013, 10:30 am
Charles Bukowski - Frase do dia

"Nunca me senti só. Gosto de estar comigo mesmo. Sou a melhor forma de entretenimento que posso encontrar." Charles Bukowski

May 3, 2012, 10:02 am
Cora Coralina - Versos na tarde

Mãe Cora Coralina ¹ Renovadora e reveladora do mundo A humanidade se renova no teu ventre. Cria teus filhos, não os entregues à creche. Creche é fria, impessoal. Nunca será...

June 16, 2010, 9:00 pm
Gonçalves Dias - Versos na tarde

Seus olhos Gonçalves Dias ¹ Seus olhos tão negros, tão belos, tão puros, de vivo luzir, estrelas incertas, que as águas dormentes do mar vão ferir; seus olhos tão negros,...

September 26, 2010, 9:00 pm