Odebrecht cita Temer em acordo de delação, diz revista


Durante um jantar realizado no Palácio do Jaburu em 2014, o então vice-presidente pediu “apoio financeiro” ao empresário, que repassou R$ 10 milhões em dinheiro vivo para campanhas de aliados de Temer.

Eleições,Tribunal Superior Eleitoral,PMDB,TSE,Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf,Brasil,Eliseu Padilha,Marcelo Odebrecht,Michel Temer,Blog do Mesquita

Deste total, R$ 6 milhões foram para Padilha e os R$ 4 milhões restantes tiveram como destinatário o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf – então candidato ao governo de São Paulo e apontado como o responsável pela articulação do jantar no Jaburu.

O anexo da delação obtido pela revista informa que a doação foi registrada na contabilidade do setor de operações estruturadas da Odebrecht – conhecido como o “departamento de propina” da empresa. Questionado sobre o assunto, Temer confirmou a realização do jantar em 2014, mas disse que conversou com o empresário “sobre auxílio financeiro da construtora Odebrecht a campanhas eleitorais do PMDB, em absoluto acordo com a legislação eleitoral em vigor e conforme foi depois declarado ao Tribunal Superior Eleitoral”.

O TSE registrou três repasses no período que somaram R$ 11,3 milhões em doação da empresa para o PMDB nas eleições de 2014. No entanto, na delação consta que o recursos repassados a pedido de Temer foram contabilizados no “caixa paralelo” da construtora.

O presidente interino não disse se o pedido de “apoio financeiro” partiu dele ou se foi oferecido por Marcelo Odebrecht. A assessoria do ministro Eliseu Padilha enviou uma nota de esclarecimento para a revista, e diz que o peemedebista não recebido recursos da empresa.


Você pode se interessar também sobre: Pro dia nascer melhor – 15/05/2009


“Como Eliseu Padilha não foi candidato, não pediu nem recebeu ajuda financeira de quem quer que seja para sua eleição”, informou a assessoria. Porém, o ministro confirmou o encontro com Temer e Odebrecht. “Lembro que Marcelo Odebrecht ficou de analisar a possibilidade de aportar contribuições de campanha para a conta do PMDB, então presidido pelo presidente Michel Temer”, disse Padilha.

Skaf também negou ter recebido doações da construtora, e disse que sua campanha contabilizou apenas a doação de R$ 200 mil da Braskem, petroquímica controlada pela Odebrecht.

Os executivos da construtora ainda não tiveram a delação premiada homologada. Nesta etapa eles estão sendo ouvidos pelos investigadores da força-tarefa e, ao término desta fase, a Justiça ainda precisa aprovar os depoimentos.
Fonte:Congresso em Foco

Leia sobre a reportagem no site da Revista Veja

Postado na categoria: Brasil, Política - Palavras chave: , , , , , , , , , , , , , , ,

Leia também:

Temer do Brasil catapulta Macri da Argentina
Temer do Brasil catapulta Macri da Argentina

Declínio de imagem do Brasil no exterior ajuda Macri a projetar Argentina Foto: Washington Costa / Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços Longa crise política interna tem afetado protagonismo...

July 20, 2017, 10:40 am
Aldemir Martins - Arte - Pinturas
Aldemir Martins - Arte - Pinturas

Aldemir Martins - Jaca, 1992 Acrílica sobre tela - 35 x 85 cm  

May 18, 2018, 1:00 pm
Lula, política externa e popularidade
Lula, política externa e popularidade

Para brasileiro ver Brasília - Vários tentaram, mas Lula é o primeiro presidente pós-ditadura a usar sua atuação externa de maneira eficaz para alavancar a popularidade interna. A tática é...

March 19, 2009, 10:10 am
Sarney, nepotismo de longa data
Sarney, nepotismo de longa data

Refrescando a memória curta dos Tupiniquins Revista Veja, maio de 1967 - Trem da Alegria

August 10, 2009, 10:50 am
Gonçalves Dias - Versos na tarde - 24/08/2013
Gonçalves Dias - Versos na tarde - 24/08/2013

Seus Olhos Gonçalves Dias¹ Seus olhos tão negros, tão belos, tão puros, De vivo luzir, Estrelas incertas, que as águas dormentes Do mar vão ferir; Seus olhos tão negros, tão...

August 24, 2013, 9:00 pm
Supremo concede habeas corpus a envolvido na morte da missionária Dorothy Stang
Supremo concede habeas corpus a envolvido na morte da missionária Dorothy Stang

Decisão liminar é do ministro Marco Aurélio Mello do Supremo Tribunal Federal. O fazendeiro Regivaldo Pereira Galvão foi condenado pelo Tribunal do Júri, em Belém, a 30 anos de prisão...

November 10, 2012, 7:41 pm