O Desejo de Discutir – Arthur Schnitzler

Se as discussões políticas se tornam facilmente inúteis


Arthur SchnitzlerO Desejo de Discutir
Arthur Schnitzler

Se as discussões políticas se tornam facilmente inúteis, é porque quando se fala de um país se pensa tanto no seu governo como na sua população, tanto no Estado como na noção de Estado enquanto tal. Pois o Estado como noção é uma coisa diferente da população que o compõe, igualmente diferente do governo que o dirige. É qualquer coisa a meio caminho entre o físico e o metafísico, entre a realidade e a ideia.

È a esse gênero de esterilidade que estão geralmente condenadas, tal como acontece com as discussões políticas, as que incidem sobre a religião, pois a religião pode ser sinônima de dogmas, ou de ritual, ou referir-se a posições pessoais do indivíduo sobre questões ditas eternas, o infinito e a eternidade, problemas do livre arbítrio e da responsabilidade ou, como se diz também: Deus.

E o mesmo acontece com as discussões que têm a ver com a maior parte dos assuntos abstratos, sobretudo a ética e os temas filosóficos, mas também com campos de análise mais restritos, incidindo sobre os problemas mais imediatos, como por exemplo o socialismo, o capitalismo, a aristocracia, a democracia, etc…, em que as noções são tomadas tanto no sentido amplo como no restrito, umas vezes de modo concreto, outras de modo abstrato, umas vezes sob uma perspectiva física, outras sob perspectiva metafísica;

A maior parte das conversas sobre todos esses assuntos só parecem de resto possíveis porque nenhuma noção é apreendida com completa nitidez, e dificilmente pode sê-lo, ou se evita mesmo completamente traçar limites precisos, sendo essa a última coisa que se pensaria fazer. Porque aquilo que prevalece neste gênero de discussão, mais frequentemente do que se pensa, não é a necessidade da verdade mas o desejo de discutir.


Você leu?: Sêneca – O descontentamento consigo próprio


Arthur Schnitzler, in ‘Relações e Solidão’

Postado na categoria: Filosofia, Literatura - Palavras chave: ,

Leia também:

Sêneca - Aprenda para que não pensem por você
Sêneca - Aprenda para que não pensem por você

Rir é correr risco de parecer tolo.

December 2, 2019, 7:29 pm
Górgias de Leontinos – o pai da retórica
Górgias de Leontinos – o pai da retórica

Górgias excedeu o relativismo de Protágoras em direção ao niilismo

November 24, 2019, 12:00 pm
Descartes - Métodos Racionais
Descartes - Métodos Racionais

O primeiro consistia em nunca aceitar como verdadeira qualquer coisa sem a conhecer evidentemente como tal

November 23, 2019, 8:06 pm
Confúcio - Tudo é belo?
Confúcio - Tudo é belo?

Tudo é Belo, mas nem todos veem a beleza.

December 7, 2019, 7:48 pm
René Descartes
René Descartes

Pensarei que o céu, o ar, a terra, as cores, as figuras, os sons, e

November 19, 2019, 7:38 pm
Michel de Montaigne - A virtude pura não existe
Michel de Montaigne - A virtude pura não existe

A virtude pura não existe Numa época tão doente como esta, quem se ufana de aplicar ao serviço da sociedade uma virtude genuína e pura, ou não sabe o que...

November 16, 2019, 7:00 pm