Vaza Jato: Dallagnol recebeu R$ 33.000 por palestra em empresa citada na Lava Jato

É 1 pepino pra mim’, escreveu procurador


O coordenador da força-tarefa Lava Lato, o procurador da República Deltan Dallagnol, afirma que não sabia que a empresa era citada na operação – Marcelo Camargo/Agência Brasil – 20.mar.2015

O procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, recebeu R$ 33.ooo por uma palestra na Noeway, empresa de tecnologia citada em 1 acordo de delação em caso de corrupção na Lava Jato, indicam as últimas mensagens reveladas na Vaza Jato. Dallagnol também teria aproximado a empresa de outros procuradores com a intenção de comprar produtos para uso da operação.

Quatro meses depois de participar do evento escreveu em 1 grupo no aplicativo de mensagens Telegram que isso abriria uma brecha para atacá-lo.

“Isso é um pepino pra mim. É uma brecha que pode ser usada para me atacar (e a LJ), porque dei palestra remunerada para a Neoway, que vende tecnologia para compliance e due diligence, jamais imaginando que poderia aparecer ou estaria em alguma delação sendo negociada. Quero conversar com Vcs na segunda para ver o que fazer”, escreveu em 21.jul.2018.

O chat foi divulgado nesta 6ª feira (26.jul.2019) pela Folha de S.Paulo em parceria com o site The Intercept, que obteve acesso ao arquivo vazado por uma fonte mantida em sigilo. Para a Polícia Federal, Walter Delgatti Neto é quem obteve os dados.

Dallagnol contesta a autenticidade das mensagens, mas não indica os trechos que seriam verdadeiros e falsos. À Folha, o procurador afirmou que participava de centenas de grupos de mensagens e que está incluído em mais de 1.000 processos da Lava Jato. “Esse fato não me faz conhecer o teor de cada um desses processos”, disse.


Você leu?: Brasil da série “Só dói quando eu rio”


A Neoway foi citada numa delação de 2016 que tem como personagem central Cândido Vaccarezza, ex-líder de governos petistas na Câmara que foi preso em 2017, e em negociatas na BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras privatizada nessa semana.

O ex-deputado Cândido Vaccarezza afirmou que “nunca sugeriu, pediu, aceitou, recebeu ou autorizou quem quer que seja a receber em seu nome vantagem, pagamento, benefício ou dinheiro de forma ilícita”.

Postado na categoria: Brasil, Corrupção, Justiça - Palavras chave: , ,

Leia também:

Mudança climática ameaça produção de alimentos, alerta ONU
Mudança climática ameaça produção de alimentos, alerta ONU

Mudança climática ameaça produção de alimentos

August 8, 2019, 12:34 pm
União Europeia adverte que acordo com Mercosul exige proteção de indígenas
União Europeia adverte que acordo com Mercosul exige proteção de indígenas

O aumento da tensão entre indígenas e garimpeiros

August 16, 2019, 11:20 am
Mineral brasileiro segue enriquecendo países
Mineral brasileiro segue enriquecendo países

Ouro que te quero ouro

August 16, 2019, 11:02 am
Amazônia; Esse é o alvo. Petrobrás é despiste.
Amazônia; Esse é o alvo. Petrobrás é despiste.

Garimpo se destaca como vetor do desmatamento

August 16, 2019, 11:00 am
Brasil da série "Só dói quando eu rio"
Brasil da série "Só dói quando eu rio"

Desmatamento

August 19, 2019, 11:22 am
Novo bloqueio atinge R$ 348 milhões da Educação
Novo bloqueio atinge R$ 348 milhões da Educação

Nos últimos meses, MEC já sofreu cortes que ultrapassam 6 bilhões de reais

July 31, 2019, 1:37 pm