• mqt_for@hotmail.com
  • Brasil

Ministério dos Esportes: ‘Era roubo. Eu vi maços de dinheiro distribuídos’

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Parece não ter fim!

Nenhuma semana se passa sem denúncias de corrupção. Agora voltam as acusações de corrupção acontecidas no Ministério dos Esportes a época do senhor Orlando Silva.

Novamente envolvida na roubalheira, aparece uma ONG. Aliás, por que a CPI das ONGs nunca saiu do papel?

José Mesquita – Editor


Certas coisas são tão evidentes que só um cego olharia duas vezes.

No ano passado, foram tantas as evidências de malfeitos praticados por ONGs no Ministério dos Esportes que Dilma Rousseff mandou ao olho da rua o ministro da época, Orlando Silva (PCdoB).

A providência retirou a pasta das manchetes. Porém…[ad#Retangulo – Anuncios – Direita]

Surge agora uma novidade que indica que a limpeza não chegou aos armários do ministério.

Subcontratado pelo Instituto Contato, entidade ligada ao PCdoB, o micro-empresário catarinense João Batista Machado, dono da JJ Logística Empresarial Ltda., contou ao repórter Fernando Junqueira: desviaram-se 90% das verbas de dois convênios firmados com o Ministério dos Esportes em 2009 e 2010, sob Lula.

A coisa envolvia o fornecimento de lanches para crianças atendidas pelo programa Segundo Tempo.

Sediada em Tanguá, região metropolitana do Rio, a firma de João Batista deveria fornecer os lanches que alimentariam a criançada durante atividades esportivas em períodos complementares ao horário da escola.

O ministério liberou R$ 4,65 milhões. Desse total, diz João Batista, apenas R$ 498 mil foram usados na aquisição de alimentos. Malversaram-se os outros R$ 4,15 milhões.

“Era tudo roubo. Vi maços de dinheiro serem distribuídos”, relata o dono da JJ Logística.

Beneficiaram-se dos desvios políticos de Brasília, de Santa Catarina e do Rio.

Os nomes? O denunciante não revelou.

Candidato a vereador em São Paulo, o ex-ministro Orlando Silva não foi eleito. Obteve uma suplência.

O Instituto Contato negou as acusações do seu contratado.

Hoje gerido por Aldo Rebelo (PCdoB-SP), o Ministério dos Transportes rescindiu os convênios e informou que vai investigar a nova denúncia.
blog Josias de Souza 

José Mesquita

José Mesquita

Pintor, escultor, gravador e "designer". Bacharel em administração e bacharel em Direito. Pós-graduado em Direito Constitucional. Participou de mais de 150 exposições, individuais e coletivas, no Brasil e no exterior. Criador e primeiro curador do Prêmio CDL de Artes Plásticas da Câmara de Dirigentes Lojista de Fortaleza e do Parque das Esculturas em Fortaleza. Foi membro da comissão de seleção e premiação do Salão Norman Rockwell de Desenho e Gravura do Ibeu Art Gallery em Fortaleza, membro da comissão de seleção e premiação do Salão Zé Pinto de Esculturas da Fundação Cultural de Fortaleza, membro da comissão e seleção do Salão de Abril em Fortaleza. É verbete no Dicionário Brasileiro de Artes Plásticas e no Dicionário Oboé de Artes Plásticas do Ceará. Possui obras em coleções particulares e espaços públicos no Brasil e no exterior. É diretor de criação da Creativemida, empresa cearense desenvolvedora de portais para a internet e computação gráfica multimídia. Foi piloto comercial, diretor técnico e instrutor de vôo do Aero Clube do Ceará. É membro da National American Photoshop Professional Association, Usa. É membro honorário da Academia Fortalezense de Letras.

Gostou? Deixe um comentário

José Mesquita

Pintor, escultor, gravador e “designer”.

Bacharel em administração e bacharelando em Direito.

Participou de mais de 150 exposições, individuais e coletivas, no Brasil e no exterior.

Mais artigos

Siga-me