Miguel Torga – Poesia


Intimidade
Miguel TorgaMiguel Torga,Poesia.Literatura,Blog do Mesquita
 
Meu coração tem quantos versos quer;
É só pulsá-los com medida e rumo.
É só erguer-se a pino a um céu qualquer,
E desse alado azul cair a prumo.
 
Logo se desvanece o negro encanto
Que os tinha ocultos no condão da bruma;
Logo o seu corpo esguio rasga o manto,
E mostra a humanidade que ressuma.
 
Mas quanto ele sangra para os orvalhar
De ternura, de sonho e de ilusão,
São outros versos. . . para segredar
A quem é seu irmão.

Postado na categoria: Literatura, Poesia - Palavras chave: , ,

Leia também:

Fatos & Fotos - 31/08/2017

"A arte é a magia libertada da mentira de ser verdadeira." Theodor AdornoPintura de José Mesquita-ST-Acrílica e colagem sobre tela,2017,80x80cm ***** E agora Romário? ***** Brasil da série “Só dói quando...

August 31, 2017, 8:01 pm
Jorge de Sena - Versos na tarde

Gêneses Jorge de Sena ¹ De mim não falo mais :não quero nada. De Deus não falo:não tem outro abrigo. Não falarei também do mundo antigo, pois nasce e morre...

February 24, 2011, 9:00 pm
Hilda Hilst - Versos na tarde - 19/09/2016

Poema XXXIX Hilda Hilst¹ Escreveste meu nome Sobre a água? A fogo, na alma Desenhei o teu Grafismo iluminado Imantado e novo Teu nome e o meu. Novo Porque nunca...

September 19, 2016, 9:00 pm
T.S.Elliot - Versos na tarde

Os homens ocos - 1925 T.S. Elliot ¹ Nós somos os homens ocos Os homens empalhados Uns nos outros amparados O elmo cheio de nada. Ai de nós! Nossas vozes...

January 22, 2010, 9:00 pm
Oscar Wilde‎ - Frase do dia - 0709/2013

"Pouca sinceridade é uma coisa perigosa, e muita sinceridade é absolutamente fatal." Oscar Wilde‎

September 7, 2013, 10:46 am
Roseli Silveira - Versos na tarde

Definições Roseli Silveira Sou fria e quase muda, Quando quero ser terna, Quando quero ser tua. Sou pedra lisa e dura, Que jamais canta E que não se mostra vivam...

March 21, 2011, 9:00 pm