Mia Couto – Versos na tarde


Para Ti
Mia Couto ¹

Foi para ti
que desfolhei a chuva
para ti soltei o perfume da terra
toquei no nada
e para ti foi tudo

Para ti criei todas as palavras
e todas me faltaram
no minuto em que falhei
o sabor do sempre

Para ti dei voz
às minhas mãos
abri os gomos do tempo
assaltei o mundo

¹ António Emílio Leite Couto
* Beira, Portugal – 5 de Julho de 1955 d.C


Você leu?: Luna Bernardi. E basta!



[ad#Retangulo – Anuncios – Duplo]

Postado na categoria: Padrão - Palavras chave: , , ,

Leia também:

Anastasia Scheglova. E basta!
Anastasia Scheglova. E basta!

O belo se basta por si só

November 24, 2019, 4:02 pm
Emma Vance. E basta!
Emma Vance. E basta!

A beleza está no sorriso, no olhar, no gesto

November 13, 2019, 6:57 pm
Sêneca - A Sabedoria e a Alegria
Sêneca - A Sabedoria e a Alegria

Vou ensinar-te agora o modo de entenderes

November 15, 2019, 8:00 pm
A natureza já não pode mais sustentar os humanos
A natureza já não pode mais sustentar os humanos

Metade da população mundial sofrerá com a redução de benefícios naturais como a polinização e a limpeza da água nos próximos trinta anos

November 14, 2019, 11:00 am
Saramago - Não me Peçam Razões - Poesia
Saramago - Não me Peçam Razões - Poesia

Não me peçam razões por que se entenda

November 16, 2019, 7:00 pm
Luna Bernardi. E basta!
Luna Bernardi. E basta!

Uma mulher é sempre linda se exibir no olhar a verdade do seu coração

December 6, 2019, 8:45 pm