Mensalão de Minas e o Tremsalão: pânico no ninho do PSDB

Porcos de luxo Blog do MesquitaA mesma roupagem que o PSDB vestiu no PT, agora serve na medida para a túnica de pseudovestais da Tucanagem do Paulistério.

O PSDB tentou ao longo dos últimos anos criar uma cínica diferença entre o mensalão do Eduardo Azeredo em Minas e a roubalheira do PT.

Mesmo ambos tendo o onipresente Marco Valério como caixa.

Tentou o PSDB caracterizar o mensalão tucano de Minas, como caixa 2, enquanto derramou sobre o PT a pecha de compra de parlamentares.

Como se na lama houvesse diferença entre os porcos.

Afinal, uma das características mais emblemática da sarjeta é quem ali chafurda faz parte da mesma súcia. Os ratos mesmo de cores diferentes, são ratos.

Para tentar aparentar que há diferenças, os tucanos, ao contrário do PT, demitiram logo o então senador Azeredo da presidência do parido.

O PSDB se vê agora em um nível de preocupação exponencialmente maior que a turma do mensalão.

Quanto mais detalhes são divulgados sobre os escabrosos negócios conectando os túneis do metrô de São Paulo à alta plumagem de tucanos envolvidos, mais os líderes do partido se enrolam em explicações estéreis, todas confeitadas com o cínico jargão Lulista do “eu não sabia”.

Todos tiram o braço da seringa com um fingindo espanto de “quem. Eu?”. “Mas eu estava em Zanzibar caçando borboletas. Não sei de nada.” E a credibilidade de tais explicações escoa pelo ralo.

Todos devem “royalties” ao Lula.

Na comparação de valores monetários – pois na indecência ambos empatam na parte mais rasteira de uma escala de valores – o mensalão do PT foi coisa de tostões se comparado ao tremsalão do PSDB.

Como informa documento da polícia Suíça “A Alstom destinou mais de US$ 20 milhões em propinas ao Brasil e parte do dinheiro foi parar em cofres de partidos políticos.”

Cofres de Partidos Políticos!

Mais claro do que isso somente quando o Cartelão Tucano  for completamente esclarecido.


[ad#Retangulo – Anuncios – Duplo]

José Mesquita

José Mesquita

Pintor, escultor, gravador e designer gráfico e digital.

José Mesquita

Pintor, escultor, gravador e “designer”.

Bacharel em administração e bacharelando em Direito.

Participou de mais de 150 exposições, individuais e coletivas, no Brasil e no exterior.

Mais artigos

Siga-me