Médico opera o lado errado do cérebro de uma mulher


Mais um erro médico no Rio de Janeiro.
Infelizmente a minha família já passou por uma situação semelhante,  minha avó pelo lado materno, foi para ser operada do olho direito e o cirurgião operou o olho esquerdo, descaso, despreparo, desrespeito total com a minha vovozinha, que DEUS a tenha.

Só para finalizar e esclarecer, a causa morte, não foi pela operação no olho não, foi de morte morrida.

Família acusa médico de erro na morte de dona de casa em hospital público. Laudo constatou coágulo de um lado do cérebro, mas operação foi no outro. Irmã da vítima apresentou queixa à polícia por lesão corporal

A dona de casa Verônica Cristina do Rêgo Barros, de 31 anos, morreu na madrugada do sábado (7) vítima de um suposto médico no Hospital Getúlio Vargas, na Penha, no subúrbio. Ela teria sido operada, equivocadamente, do lado direito do cérebro em vez do lado esquerdo, onde um laudo recomendara urgência na intervenção cirúrgica.


Você leu?: Armas contrabandeadas dos EUA fortalecem o crime organizado no Brasil


“Fizeram tomografia e constataram que ela estava com um coágulo no cérebro do lado esquerdo, e o médico foi operar. Só que ele operou do lado direito. Ele abriu a cabeça dela do lado direito, fechou e jogou ela no CTI (Centro de Tratamento Intensivo), como se nada tivesse acontecido”, acusou a irmã de Verônica, Alba Valéria Barros, que deu queixa na 22ª DP (Penha) por lesão corporal.

O drama de Verônica e de sua família começou no domingo (1º) quando a dona-de-casa, que tinha dois filhos – um de 12 e outro de 10 anos -, caiu no banheiro e bateu com a cabeça no vaso sanitário, em Irajá, no subúrbio. Ela foi socorrida por seu companheiro e levada para o hospital público, na Penha, na segunda-feira (2), depois de se queixar de enjôos e ter convulsões.

Feita uma tomografia, o médico Alexandre Legara Machado apontou, em laudo, a necessidade de uma cirurgia urgente, pois a queda provocara um coágulo no lado esquerdo do cérebro de Verônica.

Uma equipe, chefiada por um cirurgião do hospital, ficou incumbida de operar a dona-de-casa ainda na segunda-feira. A irmã da vítima do suposto erro médico contou que, três dias depois, ao chegar no hospital, se deparou com a Verônica sendo levada, de novo, para a sala de operação, onde foi ela operada do lado esquerdo, onde ficou constatada a presença do coágulo. Internada no CTI, Verônica morreu horas depois.

O chefe de equipe médica do hospital, Rubem Rosa, confirmou o relato da família e disse que a direção do Hospital Getúlio Vargas já tomou conhecimento do caso.
?O médico já está afastado e a chefia do serviço a que ele pertence também está toda afastada para a gente poder esclarecer o caso?, informou Rubem Rosa.

A Secretaria estadual de Saúde informou que, se for comprovada a hipótese de erro médico, o cirurgião será denunciado ao Conselho de Ética do Conselho Regional de Medicina. Ainda segundo a secretaria, o Hospital estadual Getúlio Vargas tem todos os equipamentos disponíveis necessários para uma cirurgia segura.

da Gazeta

Postado na categoria: Brasil - Palavras chave: , ,

Leia também:

Brasil: As creches que nunca saíram do papel
Brasil: As creches que nunca saíram do papel

Milhares de famílias desamparadas

September 6, 2019, 7:03 pm
Armas contrabandeadas dos EUA fortalecem o crime organizado no Brasil
Armas contrabandeadas dos EUA fortalecem o crime organizado no Brasil

Fuzis que empoderam grupos criminosos brasileiros, do PCC às milícias

September 15, 2019, 12:56 pm
Etanol americano pode adiar (de novo) triunfo do biocombustível brasileiro
Etanol americano pode adiar (de novo) triunfo do biocombustível brasileiro

Produtores brasileiros temem que proposta de zerar tarifa

August 23, 2019, 11:50 am
Por que quase metade do Brasil não tem acesso a rede de esgoto
Por que quase metade do Brasil não tem acesso a rede de esgoto

Apenas 52,4% dos brasileiros têm acesso à rede de esgoto

August 26, 2019, 12:48 pm
Precisamos falar sobre queimadas e incêndios florestais
Precisamos falar sobre queimadas e incêndios florestais

“Estar aqui é como participar de um filme de terror"

August 23, 2019, 11:10 am
Incêndio atinge área de proteção ambiental no Pará
Incêndio atinge área de proteção ambiental no Pará

Não irá sobrar nada. Um país em ruínas.

September 16, 2019, 1:00 pm