Marinha dos EUA paga milhões de dólares para continuar utilizando o Windows XP

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Talvez você já esteja ansioso esperando o lançamento oficial do Windows 10, que acontece no dia 29 de julho. A Marinha dos EUA, no entanto, acaba de pagar milhões à Microsoft para continuar utilizando o Windows XP.

Marinha,USA,Windows XP,Software,Microsoft,Tecnologia da Informação,Blog do Mesquita

O Space and Naval Warfare Systems Command, que controla as comunicações e informações de rede da Marinha, fechou um contrato de 9,1 milhões de dólares no começo do mês para ter acesso a patches de segurança do Windows XP, Office 2003, Exchange 2003 e Windows Server 2003.

De acordo com o site de tecnologia Computerworld, a instituição começou a transição para se livrar do Windows XP em 2013, mas, até maio deste ano, o sistema ainda era executado em aproximadamente 100 mil estações de trabalho.[ad name=”Retangulo – Anuncios – Direita”]

“A Marinha se baseia em uma série de aplicações e programas que são dependentes dos produtos do legado do Windows”, disse ao site Steven Davis, porta-voz do Space and Naval Warfare Systems Command. ”

Até que esses programas e aplicações sejam modernizados ou eliminados, esta continuidade dos serviços é necessária para manter a eficácia operacional”.

Documentos não classificados da Marinha deixam claro que continuar utilizando o Windows XP sem o suporte da Microsoft seria muito arriscado.

“Sem esse apoio contínuo, as vulnerabilidades desses sistemas seriam descobertas, sem patches para proteger os sistemas”, diz o arquivo.

“A deterioração resultante fará com que a Marinha dos EUA fique mais suscetível à invasão… e poderia levar à perda de integridade dos dados”.

Ainda segundo o Computerworld, a Marinha dos EUA não está sozinha no apego ao Windows XP. Aproximadamente 10% dos PCs que acessam sites usando o serviço de relatório de tráfego StatCounter durante este mês estavam executando o Windows XP, dando-lhe uma quota de mercado acima apenas do OS X, da Apple.
Fonte: Computerworld

José Mesquita

José Mesquita

Nasceu em Fortaleza,Ce. Pintor, escultor, gravador e "designer". Bacharel em Administração, Ciências da Computação e bacharel em Direito. Pós-graduado em Direito Constitucional. É consultor em Direito Digital. Participou de mais de 250 exposições, individuais e coletivas, no Brasil e no exterior. Design Gráfico, já criou mais de 35 marcas, logotipos, logomarcas, e de livrosa de arte para empresas no Brasil e Exterior Criador e primeiro curador do Prêmio CDL de Artes Plásticas da Câmara de Dirigentes Lojista de Fortaleza e do Parque das Esculturas em Fortaleza. Foi membro da comissão de seleção e premiação do Salão Norman Rockwell de Desenho e Gravura do Ibeu Art Gallery em Fortaleza, membro da comissão de seleção e premiação do Salão Zé Pinto de Esculturas da Fundação Cultural de Fortaleza, membro da comissão e seleção do Salão de Abril em Fortaleza. É verbete no Dicionário Brasileiro de Artes Plásticas e no Dicionário Oboé de Artes Plásticas do Ceará. Possui obras em coleções particulares e espaços públicos no Brasil e no exterior. Foi diretor de criação da Creativemida, empresa cearense desenvolvedora de portais para a internet e computação gráfica multimídia. Foi piloto comercial, diretor técnico e instrutor de vôo da Ecola de Aviação Civil do Ceará. É membro da National American Photoshop Professional Association - NAPP, Usa. É membro da Academia Fortalezense de Letras e Membro Honorário da Academia Cearense de Letras. Autor de três livros de poesias - e outros quatro ainda inéditos; uma peça de teatro; contos e artigos diversos para jornais; apresentações e prefácios de publicações institucionais; catálogos e textos publicitários. Ministra cursos gratuítos de Arte e de Computação Básica para crianças e adolescentes em centros comunitários de comunidades carentes na periferia das cidades.

Gostou? Deixe um comentário

José Mesquita

Pintor, escultor, gravador e “designer”.

Bacharel em administração e bacharelando em Direito.

Participou de mais de 150 exposições, individuais e coletivas, no Brasil e no exterior.

Mais artigos

Siga-me