• mqt_for@hotmail.com
  • Brasil

Lobão: de roqueiro drogado execrado pela TFP a ídolo da direita conservadora

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Lobão Blog do Mesquita

Tom Jobim tinha razão: “o Brasil não é para amadores”.

A máxima encerra nas entrelinhas essa terra que é capaz de humilhar Gregor Sansa em matéria de delírios e nonsense.

O personagem mais estigmatizados da MPB, Lobão lança um conjunto de insanidades em um livro cujo título já resume tudo bem no título: “Manifesto do Nada na Terra do Nunca”. Manifesto do nada. Mais confessional de nulidade impossível.

Esse é o vício do uso de antolhos ideológicos, atinge os iracundos em todo o espectro ideológico já classificado, mas são mais praticados nas duas pontas da estupidez política: direita e esquerda respectivamente  Você não presta, mas, logo que você manifeste concordância com minhas idéias, ou critique os que me são contrários, você imediatamente é alçado à deificação reservada aos puros.

O neoconservador ex-roqueiro escreve além de outras opiniões (sic) reacionárias essa pérola em relação à repressão aplicada pela ditadura implantada no Brasil em 64:…“crucificam os torturadores que arrancaram umas unhazinhas”.

Só os deuses podem desvendar o mistério de como um cidadão (sic) possa migrar de feroz crítico da indústria da música e do regime militar, para um direitista delirantemente conservador. Eu que não tenho acesso ao olimpo, concluo que o ostracismo é capaz de transtornar os parcos neurônios que ainda funcionam na mente do Lobão. Pode ser também que sua visão esteja embotada por excesso de fumaça.[ad#Retangulo – Anuncios – Direita]

Pela “unhazinha” é possível imagino as demais sandices. Revela ser uma pessoa com visão distorcida da história, o que a meu sentir, compromete o todo.

Ele pode entender de outras coisas, mas de socialismo ele não vê nem a fumaça. Se é que me faço entender metaforicamente. O roqueiro agora envereda pela Ciência Política e ‘sapeca’ que “a América do Sul está se tornando uma cortina de ferro tropical”. Pelas ‘piercingns’ de ‘Ozzy Osbourne’! Nunca houve socialismo nem muito menos comunismo em parte alguma do mundo, em época alguma, muito menos na AL.

Somente houve troca de guarda de regimes ditatoriais diversos.

A mente obstruída pela fumaça de alguém que ao longo da vida sempre fez apologia às drogas – tanto fez tal apologia que findou escrevendo uma – ainda diz mais outra asneira: “Existe uma censura poderosíssima perpetrada por uma militância de toupeiras”.

Como existe censura se qualquer pessoa, independente do grau de alfabetização, escreve livros e dá entrevistas? O cidadão precisa tomar conhecimento que, principalmente nas mídias sociais, não há nenhum tipo de impedimento para se publicar o que bem se entenda. Aqui e alhures.

“Nada mais conservador que um liberal no poder.” ou no desespero do ostracismo, digo eu.

Assisti agora ontem à tarde ao programa “Estúdio i”, Globo News, onde o Lobão em pele de cordeiro, e que anos passados descia o malho na ditadura midiática da Rede Globo, hoje se serve desse satã para divulgar seu (dele) livro.

Abaixo um exemplo de “uma unhazinha arrancada relatada pele mãe de uma prisioneira da repressão praticada pelos ídolos do roqueiro:
“Sônia Maria Lopes de Moraes, minha filha, teve seu nome mudado após o seu casamento com Stuart Edgar Angel Jones, para Sônia Maria de Moraes Angel Jones. Ambos foram torturados e assassinados por agentes da repressão política, ele em 1971 e ela em 1973. Minha filha foi morta nas dependências do Exército Brasileiro, enquanto seu marido Stuart Edgar Angel Jones foi morto nas dependências da Aeronáutica do Brasil. Tenho conhecimento de que, nas dependências do DOI-CODI do I Exército, minha filha foi torturada durante 48 horas, culminando estas torturas com a introdução de um cassetete da Polícia do Exército em seus órgãos genitais, que provocou hemorragia interna do DOI-CODI. “

Ps1. Tivesse eu paciência para tratar com os desprovidos de neurônios recomendaria ao felino predador da inteligência, a leitura do livro do Professor Paulo Bonavides, ‘Ciência Política’, para só então fazer análises sobre socialismo.
Ps2. Evidente que o terrorismo é crime hediondo e deve ser combatido, e punido dentro do rigor estrito da lei.
Ps3. Pra não dizer que não pincei nada de positivo na “literatice verborrágica” do autor, concordo quanto a sua opinião em relação ao carniceiro Che Guevara, também outro tresloucado transformado em ídolo.

 

 

José Mesquita

José Mesquita

Pintor, escultor, gravador e "designer". Bacharel em administração e bacharel em Direito. Pós-graduado em Direito Constitucional. Participou de mais de 150 exposições, individuais e coletivas, no Brasil e no exterior. Criador e primeiro curador do Prêmio CDL de Artes Plásticas da Câmara de Dirigentes Lojista de Fortaleza e do Parque das Esculturas em Fortaleza. Foi membro da comissão de seleção e premiação do Salão Norman Rockwell de Desenho e Gravura do Ibeu Art Gallery em Fortaleza, membro da comissão de seleção e premiação do Salão Zé Pinto de Esculturas da Fundação Cultural de Fortaleza, membro da comissão e seleção do Salão de Abril em Fortaleza. É verbete no Dicionário Brasileiro de Artes Plásticas e no Dicionário Oboé de Artes Plásticas do Ceará. Possui obras em coleções particulares e espaços públicos no Brasil e no exterior. É diretor de criação da Creativemida, empresa cearense desenvolvedora de portais para a internet e computação gráfica multimídia. Foi piloto comercial, diretor técnico e instrutor de vôo do Aero Clube do Ceará. É membro da National American Photoshop Professional Association, Usa. É membro honorário da Academia Fortalezense de Letras.

Gostou? Deixe um comentário