Livro didático ensina preconceito contra o Nordeste

O nordestinos, somos mesmos os Tupiniquins dos Tupiniquins. As cheias em Santa Catarina, no ano passado, provocaram uma comoção nacional e uma, muita justa e humana, corrente de solidariedade aos desabrigados catarinenses, estimados em 80 mil pessoas.

Agora, no infortunado nordeste, passa de 180 mil o número de desabrigados. A ajuda vem em conta gotas, enquanto a chuva cai em forma diluviana.

A mídia nacional, embora noticie a calamidade, dá muito mais destaque aos infectados pela gripe suína.

Como no samba de Chico Buarque “a dor da gente não sai no jornal”!

O editor

Parlamentares e educadores pernambucanos vão denunciar ao Ministério da Educação o “preconceito e os erros primários” do livro didático “Caatinga: a paisagem e o homem sertanejo” (Ed. Moderna), adotado no ensino fundamental. O litoral, dizem eles, “é vivo, alegre e gracioso” e não “seco, pobre, com solo pedregoso” como ensina o livro, que qualifica o sertanejo como “rude, indolente e tostado pelo sol”.

coluna Claudio Humberto

José Mesquita

José Mesquita

Pintor, escultor, gravador e designer gráfico e digital.

José Mesquita

Pintor, escultor, gravador e “designer”.

Bacharel em administração e bacharelando em Direito.

Participou de mais de 150 exposições, individuais e coletivas, no Brasil e no exterior.

Mais artigos

Siga-me