Internet e reputação no mundo digital

Reputação digital preocupa cada vez mais as pessoas

Saiu um estudo da Pew Internet sobre “reputação digital”.

Em resumo simples e direto, a pesquisa mostra que, cada vez mais, as pessoas procuram, em redes sociais e sistemas de busca, informações e referências, sejam profissionais ou pessoais, sobre outras pessoas.

O que, por outro lado, faz com que, crescentemente, as pessoas deem importância, se preocupem mais com a sua “reputação digital”, com o tipo e a quantidade de informação pessoal que elas mesmas disponibilizam ou são disponibilizadas nestes ambientes.

Outros pontos interessantes do estudo:

1) Ao contrário de um mito recorrente, jovens adultos (entre 18 e 29 anos) se preocupam sim com privacidade, com a quantidade e o tipo de informação pessoal que compartilham online.

A preocupação é até maior que em faixas etárias mais avançadas.

Para se ter uma ideia, 71% dos entrevistados entre 18 e 29 anos modificaram as configurações de privacidade de seu perfis em redes sociais para limitar o que é compartilhado com os outros.

O que faz sentido, pois nesta faixa etária existe uma percepção mais apurada de que é possível ser rotulado por informações pessoais expostas nesses ambientes.

2) Dos entrevistados, 69% já procuraram em sistemas de busca informações sobre outras pessoas.

Quando esse tipo de pesquisa é feita, na maioria das vezes (69%), a intenção é encontrar alguma informação de contato – email, endereço ou telefone da pessoa.

Somente em último caso (17%), segundo os entrevistados, o objetivo é encontrar alguma informação de cunho mais pessoal – com quem está namorando, se é casado, solteiro etc.

3) Apenas 8% dos entrevistados já pediram a retirada de um conteúdo pessoal publicado online por outra pessoa. Porém, desses 8%, 82% conseguiram a retirada do conteúdo do ar.


[ad#Retangulo – Anuncios – Duplo]

Mais artigos