loader
Arte | Poesia | Literatura | Humor | Tecnologia da Informação | Design | Publicidade | Fotografia

George Orwell, Zuckerberg e o programa PRISMA de monitoramento da internet terça-feira, 11 de junho de 2013

Geoge Orwell nunca foi atual, e 1984, sua obra mais emblemática, deixou de ser somente um romance de ficção.PRISM: Zuckerberg nega participação do Facebook em programa secreto dos EUAFonte da imagem: Jason McELweenie/Wikimedia Commons)

O olho do grande irmão está cada vez mais presente na vida de todos os cidadãos. De New York ao Deserto de Kalahari.

É pouco crível acreditar que o CEO do Face Book, Mark Zukerberg, uma das personalidades mais poderosas e influentes do mundo, afirme que não sabia da existência do PRISM, sigla em inglês para um programa de espionagem norte-americano, que, supõe-se, obrigue as grandes empresas de tecnologia da informação a fornecer dados de seus usuários ao governo do grande irmão Barack Obama.

[ad#Retangulo – Anuncios – Esquerda]Entendo, contudo, que nada disso é novidade. Sempre acreditei que praticamente todos os governos, de uma forma ou de outra, de há muito praticam esse tipo de coleta de dados de seus cidadãos e de tantos mais outros mundo afora. Aliá há um seriado no Warner Chanel, Person of Interest que trás para a ficção algo que perfeitamente exeqüível.

Acreditar que após o 11 de setembro os USA iriam ficar passivos à disposição de novos ataques terroristas é não ter a menor ideia de como funciona o país do Tio Sam quando o assunto é a segurança do país.

De há muito que todos somos vigiados. Os Estado Unidos da América assim como Brasil assinaram um acordo Contra Terrorismo.

As empresa que fazem esse tipo de acordo/parceria com os governos ganham muitos benefícios fiscais, sem falar que em crise recebem uma ajudinha.

Também fazem a contagem da população, e graças aos sistemas de GPS e as localizações via smartphones, sabem aonde você está, qual sua profissão, localiza você no seu dia-dia comum, quantos filhos tem, etc, etc, etc…

PRISM: Zuckerberg nega participação do Facebook em programa secreto dos EUA

Lista mostra empresas “participantes” do PRISM  (Fonte da imagem: Reprodução/The Washington Post)

Para os xenófobos anti-americanos por aí, vale uma constatação histórica: os EUA são apenas uma realidade do que todos os governos do mundo já fazem com os seus cidadãos. Mas isso poderá não durar para sempre, afinal, a internet é difícil de ser controlada.

Quem cuida da nossa privacidade somos nós mesmos, não podemos confiar em nada que todos acessam, muito menos redes sociais. E mais: quem não deve não teme. Apenas criminosos estão com medo disso aí.

Compartilhe a informação:

José Mesquita

Pintor, escultor, gravador e "designer". Bacharel em administração e bacharelando em Direito. Participou de mais de 150 exposições, individuais e coletivas, no Brasil e no exterior. Criador e primeiro curador do Prêmio CDL de Artes Plásticas da Câmara de Dirigentes Lojista de Fortaleza e do Parque das Esculturas em Fortaleza. Foi membro da comissão de seleção e premiação do Salão Norman Rockwell de Desenho e Gravura do Ibeu Art Gallery em Fortaleza, membro da comissão de seleção e premiação do Salão Zé Pinto de Esculturas da Fundação Cultural de Fortaleza, membro da comissão e seleção do Salão de Abril em Fortaleza. É verbete no Dicionário Brasileiro de Artes Plásticas e no Dicionário Oboé de Artes Plásticas do Ceará. Possui obras em coleções particulares e espaços públicos no Brasil e no exterior. É diretor de criação da Creativemida, empresa cearense desenvolvedora de portais para a internet e computação gráfica multimídia. Foi piloto comercial, diretor técnico e instrutor de vôo do Aero Clube do Ceará. É membro da National American Photoshop Professional Association, Usa. É membro honorário da Academia Fortalezense de Letras.

# # # # # # # # # # # # # #

© Copyright 2018 Blog do Mesquita - Direitos Reservados. | POLÍTICA DE PRIVACIDADE | MBrasil