Ferreira Gullar – Poesia – Se no coração não possa por acaso me levar


Poema
Ferreira GullarArtes Plásticas,Pinturas,Surrealismo,Blog do Mesquita,Miren Asiain

Se no coração não possa
por acaso me levar,
moça de sonho e de neve,
me leve no seu lembrar.

E se aí também não possa
por tanta coisa que leve
já viva em seu pensamento,
menina branca de neve,
me leve no esquecimento.


Você leu?: Adolfo Cascais Monteiro – Aurora


Postado na categoria: Literatura, Poesia - Palavras chave: ,

Leia também:

Alberto Caeiro - Ontem à tarde um homem das cidades
Alberto Caeiro - Ontem à tarde um homem das cidades

Heterônimo de Fernando pessoa

August 7, 2019, 8:00 pm
Michel de Montaigne - Não há nada tão enjoativo quanto a abundância
Michel de Montaigne - Não há nada tão enjoativo quanto a abundância

O amor bem nutrido e excessivamente submisso logo nos enjoa e cansa

July 29, 2019, 4:28 pm
Clarice Lispector - A Imaginação é a Base do Homem
Clarice Lispector - A Imaginação é a Base do Homem

Porque tudo segue o caminho da inspiração Literatura-Poesia-Frases-Blog do Mesquita -Clarice Lispector

August 1, 2019, 5:10 pm
J.G de Araujo Jorge - Pressentimento
J.G de Araujo Jorge - Pressentimento

Pressentimento J.G de Araujo Jorge O fim do nosso amor pressenti – na agonia das tuas próprias cartas, rápidas, pequenas… – se nem tantas, com carinho imenso te escrevia tão...

August 1, 2019, 5:00 pm
Immanuel Kant - A Preguiça como obstáculo à liberdade
Immanuel Kant - A Preguiça como obstáculo à liberdade

É tão cômodo ser menor.

August 11, 2019, 7:02 pm
Vergílio Ferreira - Dizer não
Vergílio Ferreira - Dizer não

Diz NÃO à liberdade que te oferecem...

August 6, 2019, 8:00 pm