Falsa promoção do Carrefour no WhatsApp já infectou mais de 8 milhões de brasileiros

Tecnologia Vírus Blog do MesquitaEmpresa de segurança alerta sobre golpe e recomenda cautela ao abrir informações desconhecidas.

Uma falsa participação em pesquisa do consumidor via WhatsApp do varejista Carrefour tem infectado milhões de smartphones em todo o Brasil.

Segundo dados da PSafe, empresa brasileira de segurança e performance mobile, oito milhões de usuários já foram infectados até o momento.

De acordo com a companhia, o golpe consiste em uma mensagem solicitando a participação em uma pequena pesquisa, que oferece a chance de receber um vale-compra no valor de R$ 500,00 da loja.[ad name=”Retangulo – Anuncios – Direita”]

Ao clicar no link, porém, o usuário acessa uma página fictícia que resulta na invasão de seu smartphone.

Segundo especialistas, esse golpe tem sido mais frequente por não requerer um alto nível de conhecimento técnico por parte dos hackers e também, devido à fácil e alta disseminação das mensagens, visto que utiliza o nome de grandes marcas.

Além disso, utiliza em seu favor o fato de que promoções são constantemente divulgadas para conhecidos, que não checam a veracidade das informações.

Este golpe, em específico, é dividido em quatro etapas:

1- Disseminação da falsa promoção em grupos e contatos de WhatsApp com um link que redireciona o usuário para uma página com informações falsas do Carrefour;

2- A vítima é convidada a responder quatro perguntas, como: “Você é um cliente habitual?”, “Você já resgatou cupons de desconto no Carrefour?”, entre outras;

3- O usuário é induzido a compartilhar a falsa pesquisa com 10 amigos via WhatsApp, com a promessa de que receberá um cupom no valor de R$ 500 para compras da loja;

4- A vítima é direcionada para o preenchimento de informações de cadastro, divulgando informações pessoais e, além de expor seus dados, pode ser cadastrada em serviçoes de SMS pagos, baixar aplicativos maliciosos etc.;

“Quando a promoção não for anunciada nos canais oficiais da marca ou redirecionar o usuário para outras páginas, desconfie. Se mesmo assim quiser participar, certifique-se de que a promoção é real, ao entrar em contato diretamente com a empresa. Nunca disponibilize dados pessoais ou propague links antes de fazer esta checagem”, alerta a PSafe.
InfoMoney

Deixe uma resposta