F1 – GP da Arábia Saudita

F1. GP da Arábia Saudita.
São 27 curvas. Deve ser o maior número desde 1976, com Nurburgring Nordschleife, que tinha 160.
Jeddah é a 2ª pista mais longa do calendário, com 6,175km por volta, atrás apenas de SPA. Mas pelas características do circuito, a volta deve ser bem mais rápida que no circuito Belga, na casa de 1:27.
Taxada de “mais veloz pista de rua”, a velocidade máxima deve chegar a 322 km/h, com média de 252,8 km/h – perdendo apenas para Monza nesse aspecto. Serão 27 curvas. Dessas, 16 são para a esquerda, enquanto 11 são para a direita. O grampo da curva 13 tem 12º graus de inclinação, e deve exigir bastante dos pilotos.

Para iluminar o enorme traçado, são mais de 20 km de cabos interligando todos os postes de luz.
Circuito durissimo,exigirá muito foco dos pilotos, e o acerto de cambagem, com tantas curvas variáveis (esquerda/direita), vocês vão ver muita diferenças do primeiro treino pro último.
Quem errou em detalhes já era.
Nesse tipo de circuito coloco minhas fichas no Lewis. Ele é o melhor e será mais rápido.

Mais artigos

Byron – Poesia – 22/01/2022

Boa noite. Estâncias para Música Byron Alegria não há que o mundo dê, como a que tira. Quando, do pensamento de antes, a paixão expira