Elizabeth Barrett Browning – Poesia – Como te amo?


Como te amo?
Elizabeth Barrett BrowningArtes Plásticas,Desenhos,Henry Asencio,Blog do Mesquita

Como te amo? Deixa-me contar de quantas maneiras.
Amo-te até ao mais fundo, ao mais amplo
e ao mais alto que a minha alma pode alcançar
buscando, para além do visível dos limites
do Ser e da Graça ideal.
Amo-te até às mais ínfimas necessidades de todos
os dias à luz do sol e à luz das velas.
Amo-te com liberdade, enquanto os homens lutam
pela Justiça;
Amo-te com pureza, enquanto se afastam da lisonja.
Amo-te com a paixão das minhas velhas mágoas
e com a fé da minha infância.
Amo-te com um amor que me parecia perdido – quando
perdi os meus santos – amo-te com o fôlego, os
sorrisos, as lágrimas de toda a minha vida!
E, se Deus quiser, amar-te-ei melhor depois da morte.

Postado na categoria: Literatura, Poesia - Palavras chave: , , ,

Leia também:

Nirton Venâncio - Seletivo - Poesia
Nirton Venâncio - Seletivo - Poesia

Quem é você para vender...

August 28, 2019, 8:00 pm
Elza Fraga - Os quatro cantos da lua - Poesia
Elza Fraga - Os quatro cantos da lua - Poesia

Só faz exibir seus encantos, nunca vai ser tua presa

August 30, 2019, 6:00 pm
Freud - A avaliação de uma civilização
Freud - A avaliação de uma civilização

Quando já se viveu por muito tempo numa civilização

August 27, 2019, 7:01 pm
Shakespeare - Soneto I
Shakespeare - Soneto I

Mas tu, contrito aos teus olhos claros

August 23, 2019, 5:00 pm
Mario Cesariny - Uma Certa Quantidade - Poesia
Mario Cesariny - Uma Certa Quantidade - Poesia

como se é uma nuvem um atelier um astro...

September 6, 2019, 8:06 pm
Sophia de Mello Andresen - É por ti - Poesia
Sophia de Mello Andresen - É por ti - Poesia

É por ti que se enfeita e se consome

September 1, 2019, 7:35 pm