Eleições 2010. PSDB muda a cantilena de críticas ao Lula


Brasil: da série “cumequié?”

Ora, ora, ora! Não é de dar nó em pingo d’água? O Lula e a petralhada devem estar rindo “à bandeiras despregadas”. Quem tem um PSDB desses como oposição pra que precisa do PT?

O Serra, que não é bobo, montado em pesquisas, trabalha para descolar sua (dele) imagem da de FHC. Tanto para a caminhada rumo ao planalto, como para permanecer no governo de São Paulo.

PSDB quer abandonar crítica a projetos de Lula

Estratégia é dar ‘visão positiva’ sobre programas sociais e esquecer discurso da “porta de saída”.


Você leu?: Meio Ambiente: Degradação da Amazônia já chegou a ponto irrecuperável


O comando nacional do PSDB está orientando o partido a dar uma “visão positiva” dos programas sociais do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na campanha eleitoral de 2010, afirmou ontem o presidente da legenda, senador Sérgio Guerra (PE). O parlamentar disse que a legenda não permitirá “nem de longe” a disseminação da ideia de que, se vencer, acabará com esses projetos – apenas o Bolsa-Família atende mais de 11 milhões de famílias. Segundo o senador, pesquisas mostram que as maiores dificuldades da legenda ocorrem em regiões onde há concentração dessas iniciativas do governo federal.

Agora, os tucanos deverão abandonar as críticas ao programa e reconhecer que seu desenvolvimento foi correto. “A orientação do partido é dar essa visão positiva dos programas, reconhecer os programas do governo Lula, elogiar o que têm de positivo e desenvolver propostas. Nada que tenha a ver com aquela história de porta de saída. Porta de saída é tudo que a gente precisa para se dar mal. Não é nada”, disse Guerra.

Com medo de perder votos, o PSDB, assim, abandonará uma das principais críticas que fazia à área social do governo Lula – a de que seus programas tornariam os beneficiários dependentes da ajuda e sem alternativas para ter uma vida econômica sem ajuda do Estado. O senador comandou reunião da bancada federal tucana para discutir as eleições de 2010, no Hotel Sheraton Barra, da Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio.

Guerra disse que todos ou quase todos os programas sociais foram inventados pelo PSDB (que governou o País de 1995 a 2002) e desenvolvidos pelo presidente Lula, com cujo governo acabaram identificados. “Achamos que o desenvolvimento foi correto. Isso é verdade”, elogiou. “O que vamos ter é propostas para essa área social, muito precisas.” Ele afirmou que, em 2006, no segundo turno, foi organizado no Nordeste um “projeto de massificação da ideia” de que o PSDB, se vencesse, acabaria com os programas sociais.

Wilson Tosta, RIO – O Estado SP

Postado na categoria: Brasil, Comportamento, Política - Palavras chave: , , , , , , , , , , , , , , ,

Leia também:

Mineração de pequena escala, impacto ambiental de grande escala
Mineração de pequena escala, impacto ambiental de grande escala

Os crimes contra o meio ambiente têm recebido cada vez mais atenção

January 16, 2020, 12:36 pm
Como a 'MP da grilagem' pode mudar o mapa de regiões da Amazônia
Como a 'MP da grilagem' pode mudar o mapa de regiões da Amazônia

Menos de um mês após a divulgação do maior índice de desmatamento na Amazônia

January 15, 2020, 11:21 am
19 fatos que marcaram o clima em 2019
19 fatos que marcaram o clima em 2019

Grile, que o Jair garante

January 5, 2020, 12:28 pm
Meio Ambiente: Degradação da Amazônia já chegou a ponto irrecuperável
Meio Ambiente: Degradação da Amazônia já chegou a ponto irrecuperável

16% da floresta serão queimados daqui para a frente

January 13, 2020, 5:00 pm
A Maldição do Ouro Negro
A Maldição do Ouro Negro

Há registros da utilização do petróleo há 4.000 a.C.

December 27, 2019, 12:30 pm
O que os deputados e senadores mais ricos do Brasil pensam sobre a desigualdade tributária
O que os deputados e senadores mais ricos do Brasil pensam sobre a desigualdade tributária

Dando vida à máxima de que dinheiro atrai dinheiro

January 15, 2020, 11:10 am