Edmondo Jabès – Poesia


Canção para uma noite de luar
Edmondo JabèsEdmondo Jabès,Poesia,Literatura

Tu deslocas as ruas.
A cidade é um labirinto.
Sempre acabo em tua rua.

Tu mudas de nome.
Os dias são meus degraus.
Tua janela é tão alta.

Perco-te de vista.
À tua porta, um ladrão
ataca a fechadura.

Circundas meus sonhos.
Escapas à terra,
Ao inverno, às lágrimas.


Você leu?: Júlio Dantas – O Talento na Juventude e na Velhice


Tradução de Mário Laranjeira

Postado na categoria: Literatura, Poesia - Palavras chave: , ,

Leia também:

Schopenhauer - Boa e má literatura
Schopenhauer - Boa e má literatura

O que acontece na literatura não é diferente do que acontece na vida

September 20, 2019, 7:24 pm
Ezpinoza - A finalidade do Estado é a liberdade
Ezpinoza - A finalidade do Estado é a liberdade

Num Estado democrático, o que menos se tem a temer é o absurdo

September 7, 2019, 7:12 pm
Elza Fraga - Os quatro cantos da lua - Poesia
Elza Fraga - Os quatro cantos da lua - Poesia

Só faz exibir seus encantos, nunca vai ser tua presa

August 30, 2019, 6:00 pm
Thiago de Mello - A fruta aberta - Poesia
Thiago de Mello - A fruta aberta - Poesia

Aprendi contigo, amada. Aprendi com a tua beleza

September 21, 2019, 7:15 pm
O Deus de Ezpinoza - O que é a filosofia
O Deus de Ezpinoza - O que é a filosofia

Já em seu Tratado Teológico Político, anterior à Ética

September 9, 2019, 11:55 am
Hilda Hilst - Amavisse - Poesia
Hilda Hilst - Amavisse - Poesia

Como se te perdesse, assim te quero

September 9, 2019, 7:56 pm