Dilma, a limpeza e comentário de Lula

Ponto para Dilma Rousseff, a ser verdadeira a informação de o ex-presidente Lula temer que ela fique afastada de sua base parlamentar, caso continue demitindo funcionários acusados de corrupção no ministério dos Transportes.

Porque mesmo se despertar amuos e indignação nos partidos que a apóiam, a atual presidente credencia-se junto à população, em especial a classe média.

Resta saber se o Lula anda com ciúmes ou se começa a ter receio da limpeza promovida pela sucessora, porque, afinal, quem permitiu a montagem do esquema de corrupção nos Transportes foi ele mesmo.

Impossível, nos seus oito anos de governo, ele não ter tido notícia da lambança promovida por Alfredo Nascimento, Waldemar da Costa Neto, Luiz Antônio Pagot e o resto da quadrilha.

Estaria o antecessor adotando medidas acautelatórias para o caso de algum desses singulares “republicanos” abrir o bico ou jogar barro nmo ventilador? De qualquer forma, é profundamente injusto o comentáriodo Lula.

A parte podre de sua base parlamentar do governo apenas depõe contra quemestimulou sua formação.

Se for preciso passar o rodo em ministérios dominados pelo PMDB, o PT, o PTB e penduricalhos, que assim aconteça no mais breve espaço de tempo possível.

O que não dá é assistir o governo trasnformado num balcão de negócios por partidos que lhe dão respaldo no Congresso.

Apesar do recesso do Congresso, ontem, em Brasília, aguardava-se com ansiedade um desmentido do Lula ao suposto comentário divulgado pela Folha de S. Paulo.

Em especial no palácio do Planalto.

Carlos Chagas/Tribuna da Imprensa

José Mesquita

José Mesquita

Pintor, escultor, gravador e designer gráfico e digital.

José Mesquita

Pintor, escultor, gravador e “designer”.

Bacharel em administração e bacharelando em Direito.

Participou de mais de 150 exposições, individuais e coletivas, no Brasil e no exterior.

Mais artigos

Siga-me