David Mourão Ferreira – Soneto do amor difícil

Mas se na praia a onda se espedaça


Soneto do amor difícil
David Mourão-Ferreira

A praia abandonada recomeça
logo que o mar se vai, a desejá-lo:
é como o nosso amor, somente embalo
enquanto não é mais que uma promessa…

Mas se na praia a onda se espedaça,
há logo nostalgia duma flor
que ali devia estar para compor
a vaga em seu rumor de fim de raça.

Bruscos e doloridos, refulgimos
no silêncio de morte que nos tolhe,
como entre o mar e a praia um longo molhe

de súbito surgido à flor dos limos
E deste amor difícil só nasceu
desencanto na curva do teu céu.


Você pode se interessar também sobre: Alphonsus de Guimaraens – Versos na tarde – 26/09/2016


Postado na categoria: Literatura, Poesia - Palavras chave: ,

Leia também:

Sêneca - Reflexões na tarde

Sobre a brevidade da vida Sêneca ¹ [...] "Assim os bens máximos são possuídos em clima de insegurança. Nenhuma fortuna inspira mais preocupação do que a máxima. O sucesso depende...

April 18, 2010, 9:00 pm
Espinoza - Frase do dia - 27/12/2016

“O amor é a alegria acompanhada da ideia de uma causa exterior.” Baruch Spinoza

December 27, 2016, 9:00 am
Anais Nin - Frase do dia - 01/04/2016

"Quando você faz um mundo tolerável para si mesmo, você faz um mundo tolerável para os outros." Anaïs Nin

April 1, 2016, 10:00 am
Yao Feng - Versos na tarde - 18/01/2018

Fim Yao Feng ¹   Talvez no inverno me tenhas oferecido uma pedra, acesa, tão acesa que a guardava ora na mão esquerda, ora na outra. Viraram-se os dias como...

January 18, 2018, 7:58 pm
Amor e pranto - Frase do dia - 21/12/2014

"Covardes não são os que choram por amor, mas sim, os que não amam por medo de chorar!" Escrito em um parachoque de caminhão

December 21, 2014, 10:02 am
Lêdo Ivo - Versos na tarde

Soneto dos 20 anos Lêdo Ivo ¹ Que o tempo passe, vendo-me ficar no lugar em que estou, sentindo a vida nascer em mim, sempre desconhecida de mim, que a...

February 22, 2011, 9:00 pm