loader
Arte | Poesia | Literatura | Humor | Tecnologia da Informação | Design | Publicidade | Fotografia

Como combater os ‘crapwares’, programas pré-instalados que roubam dados e espaço no seu celular quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

APP,Facebook,Blog do MesquitaDireito de imagemGETTY IMAGES
O ‘crapware’ rouba espaço precioso no seu celular

Quando você compra um telefone, computador ou tablet, o mais comum é que alguns apps e programas já venham instalados. São os softwares de fábrica, chamados de crapware ou junkware – algo como “softwares lixo”, já que podem ter pouca utilidade e ocupam um espaço que poderia ser usado de outra forma.

Os programas são variados, desde navegadores até redes sociais, áudio-livros ou apps para editar música. Alguns têm prazo de validade – são apenas versões de teste que duram dias ou semanas. Mas outros ficam no seu dispositivo para sempre (e sem a sua permissão).

O problema é que esses softwares gastam dados e memória do celular – e muitas vezes o usuário fica sem espaço para instalar outros apps.

Por isso, muitos usuários da Samsung ficaram indignados quando foi anunciado que o Facebook viria instalado em vários modelos da marca.

‘Estão mentindo para você’

“Se você pergunta aos fabricantes por que instalam esse tipo de coisa, dizem que fazem isso porque estão oferecendo algo adicional. Mas estão mentindo para você”, escreveu o jornalista de tecnologia Adrian Kingsley-Hughes. Na verdade, “fazem isso porque as empresas pagam”. “Os fabricantes de hardware ficam satisfeitos de instalar crapwares em seus novos dispositivos, por alguns poucos dólares.”

Kingsley-Hughes diz que a única exceção é a Apple – o motivo é que a empresa fabrica seu próprio software operacional, o iOS. Samsung e várias outras marcas de celular costumam usar o sistema operacional Android, desenvolvido pela Google.

Ilustração de uma mão segurando um celular - na tela, há um símbolo de uma mão com o polegar para baixoDireito de imagemGETTY IMAGES
O app do Facebook já vem instalado por padrão em alguns dispositivos

Normalmente, é bem difícil se livrar de apps instalados na fábrica. Você pode tentar as três etapas abaixo. Mas, algo importante: em qualquer desses casos, se você tem alguma dúvida sobre desinstalar ou não um app, o melhor é não fazê-lo. É possível que o remédio seja pior que a doença e deixe seu celular instável.

1- Desinstale o app

A maneira mais fácil de ver se um app pode ser desinstalado é apertando o ícone dele durante alguns segundos, até aparecer a opção “desinstalar”. Se ela não aparecer, a saída é tentar achá-la no menu “ajustes”. Mas, de fato, grande parte dos apps foram instalados de forma permanente.

2- Desative ou desabilite

Se você não conseguir desinstalar o app seguindo o passo acima, você pode tentar desabilitá-lo. Para isso, vá em “ajustes” e escolha a opção “desativar” ou “desabilitar”. Essa foi a opção de muitos usuários da Samsung que não queriam ter o Facebook no celular.

Mas saiba que essa não é a opção definitiva para se livrar para sempre do crapware. É sim uma forma de evitar que esses programas sejam executados sem a sua permissão – além de recuperar parte do espaço que utilizam no seu aparelho.

Mão de um homem segurando um celularDireito de imagemGETTY IMAGES
Algumas vezes, não é possível desinstalar um app, mas sim desabilitá-lo

3 – Desinstale com root

Essa opção é um pouco mais complexa, mas efetiva. Para fazer isso, você deve procurar como “desrootear” seu dispositivo – em outras palavras, modificar o sistema operacional para conseguir ter controle total sobre ele. A seguir, é preciso usar um app para desinstalar esses programas à força.

Antes de fazer isso, você precisa saber que desrootear pode levar à perda de garantia do aparelho.

Então, pode ser que não valha a pena executar todo esse processo. Mas, se você quer eliminar os softwares de fábrica definitivamente, essa é a solução.

Compartilhe a informação:

José Mesquita

Pintor, escultor, gravador e "designer". Bacharel em administração e bacharelando em Direito. Participou de mais de 150 exposições, individuais e coletivas, no Brasil e no exterior. Criador e primeiro curador do Prêmio CDL de Artes Plásticas da Câmara de Dirigentes Lojista de Fortaleza e do Parque das Esculturas em Fortaleza. Foi membro da comissão de seleção e premiação do Salão Norman Rockwell de Desenho e Gravura do Ibeu Art Gallery em Fortaleza, membro da comissão de seleção e premiação do Salão Zé Pinto de Esculturas da Fundação Cultural de Fortaleza, membro da comissão e seleção do Salão de Abril em Fortaleza. É verbete no Dicionário Brasileiro de Artes Plásticas e no Dicionário Oboé de Artes Plásticas do Ceará. Possui obras em coleções particulares e espaços públicos no Brasil e no exterior. É diretor de criação da Creativemida, empresa cearense desenvolvedora de portais para a internet e computação gráfica multimídia. Foi piloto comercial, diretor técnico e instrutor de vôo do Aero Clube do Ceará. É membro da National American Photoshop Professional Association, Usa. É membro honorário da Academia Fortalezense de Letras.

# # # #

© Copyright 2018 Blog do Mesquita - Direitos Reservados. | POLÍTICA DE PRIVACIDADE | MBrasil