Clément Marot – Poesia


Clément Marot,Poesia Literatura

Teta perfeita, branca como um ovo,
Teta de cetim feita, cetim novo,
Teta da qual a rosa tem vergonha,
Teta melhor que tudo o que se sonha,
Teta dura, nem teta, mas enfim

Comparável a bola de marfim,
E no centro da qual somente esteja
Um rubi de morango ou de cereja
Que ninguém vê nem toca por enquanto,
Mas que aposto ser tal como eu o canto:

Teta de bico pois tão encarnado
Que parece por agora sossegado,
Quer ela vá correndo ou vá andando,
Quer ela vá partindo ou vá saltando:
Teta do lado esquerdo, tão matreira,
Sempre longe da sua companheira,
Teta que és testemunha e viva imagem
De compostura tal da personagem
Que só de ver-te assim como te vejo
Nasce dentro das mãos este desejo
De toda te palpar e possuir:
Mas é preciso eu próprio me impedir
De mais me aproximar, pois não duvido
Depois desse desejo outro surgido…
Ó teta nem modesta nem vistosa,
Teta madura, teta apetitosa,
Teta que noite e dia ouço gritar:
“Depressa me casai, quero casar!”

Com justiça, feliz se vai dizer
Aquele que de leite te há-de encher,
Fazendo de uma teta de donzela
Teta de dona inteiramente bela.


Você pode se interessar também sobre: Tanajura Menezes – Versos na tarde – 15/10/2016


Tradução de David Mourão-Ferreira

Postado na categoria: Literatura, Poesia - Palavras chave: , ,

Leia também:

Manoel de Barros - Frase do dia - 06/03/2014

"No osso da fala dos loucos têm lírios." Manoel de Barros

March 6, 2014, 10:02 am
Fernando Pessoa - Versos na tarde

Meu coração tardou Fernando Pessoa ¹ Meu coração tardou. Meu coração Talvez se houvesse amor nunca tardasse; Mas, visto que, se o houve, houve em vão, Tanto faz que o...

April 20, 2011, 9:00 pm
Dorothy Parker - Versos na tarde

Cumprimento Dorothy Parker ¹ Para tal minha mãe me aqueceu e me chamava para casa antes do breu e induzia a noite da infância a ficar quieta e me dava...

March 19, 2010, 9:00 pm
Harold Pinter - Poesia
Harold Pinter - Poesia

Tu à Noite Harold Pinter Tu à noite havias de escutar A trovoada e o ar ambulante. Tu nessa margem hás-de virar Para onde estão as intempéries dominantes. Toda essa...

February 22, 2019, 7:45 pm
Emily Dickinson - Versos na tarde - 03/08/2013

Poema Emily Dickinson¹ Eu sou Ninguém! E tu quem és? Também tu és - Ninguém? Então somos dois? Não digas nada! Haviam de apregoar - sabes! Como é aborrecido -...

August 3, 2013, 9:00 pm

"As mulheres, como os sonhos, jamais são como as queres." Luigi Pirandello

August 10, 2010, 10:02 am