Cientistas chineses já estudam drones supersônicos para voos em Marte

Cientistas chineses já estudam drones supersônicos para voos em Marte: um drone de 500 kg, carregando a metade do seu peso em combustível, poderia voar sobre o terreno marciano a cinco vezes a velocidade do som por uma distância de 1.000 km (aprox. uma viagem de ida e volta entre São Paulo e Belo Horizonte). A densidade do ar mais baixa e menor gravidade em Marte auxiliará na menor produção de calor e turbulência. Esse tipo de aeronave poderia transportar os primeiros humanos colonizadores entre assentamentos distantes no planeta, afirmam os pesquisadores. As informações são do site SCMP.

Mais artigos