Cecília Meireles – Poesia


Renova-te.
Cecília MeirelesFotografia,Arte,Abandono,Cris Figueiredo,Blog do Mesquita

Renasce em ti mesmo.
Multiplica os teus olhos, para verem mais.
Multiplica-se os teus braços para semeares tudo.
Destrói os olhos que tiverem visto.
Cria outros, para as visões novas.
Destrói os braços que tiverem semeado,
Para se esquecerem de colher.
Sê sempre o mesmo.
Sempre outro. Mas sempre alto.
Sempre longe.
E dentro de tudo

Fotografia de Cris Figueiredo.


Você leu?: Martha Medeiros – Versos de amor


Postado na categoria: Literatura, Poesia - Palavras chave: , ,

Leia também:

Hilda Hist - E por que haverias de querer - Poesia
Hilda Hist - E por que haverias de querer - Poesia

Mas não menti gozo prazer lascívia

October 7, 2019, 6:00 pm
Arthur Schopenhauer - As limitações do interlocutor
Arthur Schopenhauer - As limitações do interlocutor

Ninguém pode ver acima de si

October 10, 2019, 8:43 pm
Salman Rushdie - Frase do dia
Salman Rushdie - Frase do dia

“Vivemos na cultura da ignorância agressiva” Salman Rushdie

September 19, 2019, 10:12 am
Fernando Pessoa - Fresta - Poesia
Fernando Pessoa - Fresta - Poesia

Revivo, existo, conheço...

September 26, 2019, 6:52 pm
Sêneca - O necessário não é propriamente um bem - Filosofia
Sêneca - O necessário não é propriamente um bem - Filosofia

Toda a vida, em meu entender, é uma mentira:

October 1, 2019, 7:01 pm
Gabriel Garcia Marques - Do amor e outros fracos
Gabriel Garcia Marques - Do amor e outros fracos

...enquanto isso, toque música, encha a casa de flores.

September 17, 2019, 9:00 pm