Amanda Forsythe & Thomas Cooley com o oratório “As steals the morn”

A ópera dominou a carreira de Handel, mas por vários séculos ele ficou mais conhecido por seus oratórios e obras instrumentais. Ele forjou um idioma pessoal, adotando tradições italianas e acrescentando elementos do contraponto alemão e formas de dança da França. O resultado foi um estilo exclusivamente cosmopolita que, quando Handel o levasse a Londres, se expandiria para abraçar o legado musical do compositor da Restauração Inglesa Henry Purcell.

*23 de fevereiro de 1685
+14 de abril de 1759