Carlos Drummond de Andrade – Poesia


Memória
Carlos Drummond de AndradeFotografia de Noell Osveld, Blog do Mesquita

Amar o perdido
deixa confundido
este coração.

Nada pode o olvido
contra o sem sentido
apelo do Não.

As coisas tangíveis
tornam-se insensíveis
à palma da mão

Mas as coisas findas
muito mais que lindas,
essas ficarão.


Você pode se interessar também sobre: Henriqueta Lisboa – Versos na tarede


Postado na categoria: Literatura, Poesia - Palavras chave: ,

Leia também:

Literatura - A mulher corvo

Feriado, ovo de chocolate - pra quem gosta. Eu detesto - Rede branca com varanda de crochê, Chopin em BG com Nelson Freire, Literatura. Suspense de tirar o fôlego. Recomendo....

April 13, 2017, 2:43 pm
Schiller - Frase do dia - 06/01/2014

"Quem nada teme não é menos poderoso que aquele a quem todos temem." Schiller

January 6, 2014, 10:24 am
Goethe - Frase do dia - 11/07/2015

"Quem tem bastante no seu interior, pouco precisa de fora." Goethe

July 11, 2015, 10:58 am
Rainer Maria Rilke - Versos na tarde

Solidão Rainer Maria Rilke ¹ A solidão é como uma chuva. Ergue-se do mar ao encontro das noites; de planícies distantes e remotas sobe ao céu, que sempre a guarda....

July 26, 2012, 9:00 pm
Spinoza - Frase do dia - 24/12/2014

"Apenas seremos éticos dispondo do conhecimento, capaz de levar-nos a liberdade e a felicidade." Spinoza

December 24, 2014, 10:02 am
Ana Hatherly - Versos na tarde - 01/05/2016

Um poema de amor para domingo Ana Hatherly¹ Se eu pudesse dar-te aquilo que não tenho e que fora de mim jamais se encontra Se eu pudesse dar-te aquilo com...

May 1, 2016, 9:00 pm