loader
Arte | Poesia | Literatura | Humor | Tecnologia da Informação | Design | Publicidade | Fotografia
Blog do Mesquita,Tecnologia,Meio Ambiente,Ecologia,Poluição,Plásticos,Canudos Plásticos

A empresa brasileira que produz canudos de inox como alternativa aos de plástico sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Blog do Mesquita,Tecnologia,Meio Ambiente,Ecologia,Poluição,Plásticos,Canudos Plásticos

Aparentemente inofensiva, a utilização do canudinho plástico virou um grande problema ambiental no mundo. Por ter um baixo custo de produção, é fabricado em grande quantidade. Entretanto, não costuma ser reciclado e grande parte deles, após sua curta vida útil, vai parar em aterros sanitários, rios, lagoas ou até no mar.

Um exemplo do que isso pode provocar é a Ilha de Plástico, como ficou conhecida uma região no Oceano Pacífico coberta por uma mancha de lixo, resultado do acúmulo de detritos plásticos, com quase 80 mil toneladas de lixo plástico. De acordo com estudo realizado pela Scientific Reports, a extensão de lixo do local tem uma área equivalente ao dobro do território da França.

Consciente desses dados e visando a sustentabilidade, a empresa curitibana Beegreen iniciou a produção de canudos reutilizáveis feitos de inox. “Surgiu como uma demanda do mercado brasileiro como uma alternativa aos canudos descartáveis. O canudo de inox é extremamente reutilizável, não enferruja, não amassa e é praticamente inquebrável. Então ele é um produto que é comprado uma única vez, mas pode ser reutilizado milhares de vezes e, se bem cuidado, pode ser até eterno”, explica a mentora do projeto, Jessica Pertile.

Conforme estudos do Fórum Econômico Mundial de Davos na Suíça, até o ano de 2050, o Oceano Pacífico abrigará mais detritos plásticos do que peixes e animais marinhos. Isso deve acontecer porque o plástico nunca se decompõe. Já foram encontradas partículas de plástico em diversos animais marinhos, como ostras e peixes. E esses animais são consumidos por outros animais e pelos seres humanos.

Quanto à polêmica parte de higienização dos canudos de inox, a empresa Beegreen garante que é confiável. “Eles já vêm com uma com uma escovinha higiênica e essa escovinha alcança toda a extensão interna do canudo, de forma que não é possível deixar resíduos internos. Além disso, o inox não possui ranhuras, ou seja, os resíduos não param no canudo internamente

Antes de nós enviarmos os produtos para os clientes, eles já são utilizados a 90ºC em uma máquina industrial e os restaurantes e estabelecimentos podem fazer isso no dia a dia. Outra dica é sempre deixar de molho após o uso, para que os resíduos de polpas de frutas, por exemplo, não sequem na parte interna, facilitando assim a limpeza”, completa Jessica.

Para conhecer o trabalho da empresa, acesse clique aqui.

Compartilhe a informação:

José Mesquita

Pintor, escultor, gravador e "designer". Bacharel em administração e bacharelando em Direito. Participou de mais de 150 exposições, individuais e coletivas, no Brasil e no exterior. Criador e primeiro curador do Prêmio CDL de Artes Plásticas da Câmara de Dirigentes Lojista de Fortaleza e do Parque das Esculturas em Fortaleza. Foi membro da comissão de seleção e premiação do Salão Norman Rockwell de Desenho e Gravura do Ibeu Art Gallery em Fortaleza, membro da comissão de seleção e premiação do Salão Zé Pinto de Esculturas da Fundação Cultural de Fortaleza, membro da comissão e seleção do Salão de Abril em Fortaleza. É verbete no Dicionário Brasileiro de Artes Plásticas e no Dicionário Oboé de Artes Plásticas do Ceará. Possui obras em coleções particulares e espaços públicos no Brasil e no exterior. É diretor de criação da Creativemida, empresa cearense desenvolvedora de portais para a internet e computação gráfica multimídia. Foi piloto comercial, diretor técnico e instrutor de vôo do Aero Clube do Ceará. É membro da National American Photoshop Professional Association, Usa. É membro honorário da Academia Fortalezense de Letras.

# # # # # # #

© Copyright 2018 Blog do Mesquita - Direitos Reservados. | POLÍTICA DE PRIVACIDADE | MBrasil