Bárbara Lia – Versos na tarde – 30/05/2015


Mãos de abrir nuvens
Bárbara Lia ¹

Ter mãos de abrir nuvens
Romper o velcro de baunilha
E espiar
Dentro a catedral
Dos sonhos
Um rito de encanto
Crianças e lagos
E mapas emaranhados
A Sexta Avenida
deságua no Eufrates
E as barcas cruzam
De Bagdad ao Mojave
As mãos se enlaçam
Negras brancas
Amarelas azuis.

Ter mãos de abrir nuvens
Descobrir a alma de neve
E perfumes
Que se fazem
Pássaros
Camelos
Bailarinas.

Quem possui mãos de abrir nuvens?
Quem rega pedras
E pesca pássaros
Em tempestades
E ancora no alto
Da montanha mais alta
Suas caravelas.

Quiçá Penélope,
Sem manto, grilhões, espera.
A abrir nuvens
Além da torre de concreto
Em pleno azul
Entre a brancura espumada.
Mãos de mulher livre
A abrir o velcro
Da humanidade encantada.

¹ Bárbara Lia
* Assai, PR.


Você leu?: Voltaire – Amor comparado


Bárbara Lia é professora de História e escritora. Nasceu em Assai, norte do Paraná, e vive em Curitiba-PR, com os filhos Paula, Tahiana e Thomas. Publicou poemas no jornal Rascunho, Garatuja, Mulheres Emergentes, Revista Etcetera, Revista Coyote, Ontem choveu no futuro. Na Internet, tem textos publicados na Zunái, Cronópios, Blocosonline, Editora Ala de Cuervo, entre outros. Finalista do Prêmio Sesc de Literatura 2004, com o romance Cereja & Blues e, em 2005, com o romance Solidão Calcinada. Em 1997, recebeu menção honrosa no Projeto Orpheu da UBE-RJ (crônica). Finalista dos concursos de poesia Leminski (2000) e Pinheiro do Paraná (2002). Publicou os livros de poesia O sorriso de Leonardo (Curitiba: Kafka Edições Baratas, 2004); Noir (Curitiba: Ed. independente, 2006) e O sal das rosas (São Paulo, Lumme Editor, 2007).

Publicou os livros de poesia O sorriso de Leonardo (Curitiba: Kafka Edições Baratas, 2004); Noir (Curitiba: Ed. independente, 2006) e O sal das rosas (São Paulo, Lumme Editor, 2007). Fonte Germina.

Postado na categoria: Literatura - Palavras chave: , ,

Leia também:

Frase do dia
Frase do dia

Quando você ama

August 29, 2019, 6:54 pm
Saint-Exupéry - Não se reconquista o amor com argumentos
Saint-Exupéry - Não se reconquista o amor com argumentos

Não se reconquista o amor com argumentos Não te esqueças de que a tua frase é um ato. Se desejas levar-me a agir, não pegues em argumentos. Julgas que me...

September 6, 2019, 7:49 pm
O que esperar da continuação de
O que esperar da continuação de "O Conto da Aia"

"The Testaments", de Margaret Atwood, chega a livrarias na próxima semana

September 8, 2019, 12:40 pm
Yves Bonnefoy - A Murta - Poesia
Yves Bonnefoy - A Murta - Poesia

Por vezes te sabia a terra, eu bebia

September 15, 2019, 9:00 pm
Shakespeare - Soneto I
Shakespeare - Soneto I

Mas tu, contrito aos teus olhos claros

August 23, 2019, 5:00 pm
Agostinho da Silva - Ser diferente
Agostinho da Silva - Ser diferente

A única salvação do que é diferente é ser diferente até o fim

August 29, 2019, 7:31 pm