Avaliação do governo Lula bate recorde e chega a 68,8%.

Do blog do Noblat

A avaliação positiva (ótimo e bom) do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva subiu de 57,5% em abril para 68,8% em setembro. A pesquisa do Instituto Sensus e encomendada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) também mostrou que a avaliação negativa (ruim e péssimo) caiu de 11,3% para 6,8%. O número dos que consideram a administração federal regular foi de 29,6% para 23,2%.

O percentual de ótimo e bom bateu o recorde anterior, de abril, e é o maior de toda a série histórica do levantamento, realizado desde julho de 1998, ainda no governo Fernando Henrique Cardoso.

* A avaliação do desempenho pessoal do presidente Lula também cresceu, indo de 69,3% para 77,7%. A desaprovação do presidente caiu de 26,1% para 16,6%. A última vez que a aprovação pessoal do presidente foi tão alta foi no início do mandato de Lula. Em julho de 2003, ela foi de 77,6%.

* A pesquisa voltou a avaliar a intenção de voto para a sucessão presidencial em 2010, sem Lula, e o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), mantém liderança na pesquisa estimulada. Ele aparece na frente em todas as simulações de que participa.

Em uma primeira hipótese, Serra teria 38,1% dos votos, contra 17,4% do deputado Ciro Gomes (PSB), 9,9% da ex-senadora Heloísa Helena (PSOL) e 8,4% da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT).

No caso do PSDB escolher Aécio Neves, o líder das pesquisas passaria a ser Ciro Gomes, com 24,9%, contra 18,2% do tucano, 13,4% de Heloísa e 8,6% de Dilma. Em uma disputa em que PT trocaria Dilma pelo ministro Patrus Ananias (Desenvolvimento Social), Serra ficaria com 38,5%, contra 19,6% de Ciro, 10,6% de Heloísa e 2,7% de Patrus.

Tampouco a ex-ministra e ex-prefeita de São Paulo Marta Suplicy se sairia tão melhor como nome petista. Também ficaria em último, com 5,9% das intenções de voto. Na dianteira apareceriam Serra (37,9%), Ciro (18,9%) e Heloísa (10,4%).

Leia mais em: CNT/Sensus: Avaliação positiva do governo Lula bate recorde e chega a 68,8%.

Mais artigos

Byron – Poesia – 22/01/2022

Boa noite. Estâncias para Música Byron Alegria não há que o mundo dê, como a que tira. Quando, do pensamento de antes, a paixão expira