Apesar do aumento de 1,1 ponto em dezembro em comparação com o mês anterior, o chamado Índice de Confiança da Indústria (ICI) apenas recuperou parte do terreno perdido mês passado, quando caiu 1,4 ponto em relação a outubro, segundo o estudo publicado pelo centro de estudos econômicos da Fundação Getulio Vargas (FGV).[ad name=”Retangulo – Anuncios – Direita”]

A evolução de dezembro foi provocada por um aumento de 1,9 ponto no Índice de Expectativas (IE), o componente que mede a previsão dos industriais para os próximos seis meses e que em dezembro subiu 77 pontos, assim como por um aumento de 0,4 ponto do Índice da Situação Atual (ISA), no qual os consultados avaliam a conjuntura, que ficou em 75,2 pontos.

Segundo o estudo, a confiança aumentou em oito dos 19 segmentos industriais analisados.

A Coordenadora de Pesquisa, Tabi Thuler Santos, considerou positivo o aumento do ICI no último quadrimestre de 2015, mas explicou que, “como os indicadores registraram seus mínimos históricos ao longo do segundo semestre e o atual aumento ainda é tímido, é preciso esperar novos avanços para confirmar uma mudança de trajetória”.

Os resultados deste estudo são baseados na consulta a 1.126 empresas feita entre os dias 1º e 21 de dezembro.
Fonte: Ag. EFE