loader
Arte | Poesia | Literatura | Humor | Tecnologia da Informação | Design | Publicidade | Fotografia

Assange: em defesa do fundador da Wiki Leaks segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Garzón ameaça levar caso Assange a tribunal da ONU
Mulher protesta contra as autoridades britânicas com imagem de Assange em frente à embaixada do Equador em Londres
Mulher protesta contra as autoridades britânicas com imagem de Assange em frente à embaixada do Equador em Londres – Fotografia © Reuters

Conhecido juiz espanhol e atual advogado de defesa de Julian Assange, Baltasar Garzón ameaça levar o caso do fundador da WikiLeaks ao Tribunal Internacional de Justiça (TIJ) das Nações Unidas caso o Reino Unido não permita ao seu cliente deixar o país depois de o Equador lhe ter concedido asilo político

[ad#Retangulo – Anuncios – Esquerda]Em declarações hoje publicadas pelo jornal ‘El País’, Garzón assegurou que os britânicos são obrigados a deixar sair do país o seu cliente.

“O que tem que fazer o Reino Unido é aplicar as obrigações diplomáticas da Convenção do Refugiado e deixá-lo sair dando-lhe salvo-conduto. Caso contrário, recorreremos para o Tribunal Internacional de Justiça”.

Garzón criticou a dureza da atitude do Reino Unido e as ameaças de “invasão” da embaixada do Equador em Londres, na qual Assange, de 41 anos, está refugiado há dois meses e recordou que este país tem que cumprir a Convenção do Refugiado e respeitar “o risco que corre uma pessoa vítima de perseguição política”.

Assange é acusado de abuso sexual e violação de duas mulheres na Suécia, mas o Equador justificou a sua decisão de lhe conceder asilo político com o facto de não haver garantias de que o ex-pirata informático, de origem australiana, não acabará por ser enviado para os Estados Unidos e eventualmente condenado à morte.

A WikiLeaks de Assange foi responsável pela divulgação de milhares de telegramas diplomáticos norte-americanos na internet, embaraçando Washington e outros governos.

Ex-juiz da Audiencia Nacional, Garzón ficou famoso por casos como o mandado internacional contra o ditador chileno Augusto Pinochet, que foi detido em Londres, em 1998, ainda pela ilegalização do Batasuna, que considerou a ala política da ETA, pela investigação dos GAL (Grupos Antiterrorista de Libertação), entre outros.

Atualmente encontra-se suspenso em Espanha por causa de escutas ilegais no âmbito do caso de corrupção Gürtel, tendo causado também grande polémica por ter querido investigar os crimes da época da ditadura franquista em Espanha. Agora é consultor do Tribunal Penal Internacional e, recentemente, aceitou defender Assange.
Patrícia Viegas /DNGlobo

Compartilhe a informação:

José Mesquita

Pintor, escultor, gravador e "designer". Bacharel em administração e bacharelando em Direito. Participou de mais de 150 exposições, individuais e coletivas, no Brasil e no exterior. Criador e primeiro curador do Prêmio CDL de Artes Plásticas da Câmara de Dirigentes Lojista de Fortaleza e do Parque das Esculturas em Fortaleza. Foi membro da comissão de seleção e premiação do Salão Norman Rockwell de Desenho e Gravura do Ibeu Art Gallery em Fortaleza, membro da comissão de seleção e premiação do Salão Zé Pinto de Esculturas da Fundação Cultural de Fortaleza, membro da comissão e seleção do Salão de Abril em Fortaleza. É verbete no Dicionário Brasileiro de Artes Plásticas e no Dicionário Oboé de Artes Plásticas do Ceará. Possui obras em coleções particulares e espaços públicos no Brasil e no exterior. É diretor de criação da Creativemida, empresa cearense desenvolvedora de portais para a internet e computação gráfica multimídia. Foi piloto comercial, diretor técnico e instrutor de vôo do Aero Clube do Ceará. É membro da National American Photoshop Professional Association, Usa. É membro honorário da Academia Fortalezense de Letras.

# # # # # # # # # # #

© Copyright 2018 Blog do Mesquita - Direitos Reservados. | POLÍTICA DE PRIVACIDADE | MBrasil