Anibal Beça – Poesia – Literatura


Quinta Estação
Anibal BeçaArte,Blog do Mesquita,P

Não há recomeço possível.
Senão um olhar para trás.
A flor que murcha cai
não torna para o galho.

Por cima dos ombros
o outono perde a primavera
e as folhas secas
são tapetes grados
para amaciar pegadas.

Um murmúrio bate à nossa porta
e o vento inexorável
escarifica cicatrizes
no exato arrepio.

No pressentido encontro
– bandido convicto –
assalto o canteiro
dessa noite insone
e agasalho a alba
na gruta do sésamo.

 


Você leu?: Salman Rushdie – Frase do dia


Postado na categoria: Literatura, Poesia - Palavras chave: , , , , ,

Leia também:

Neide Archanjo - Já não há cíclopes
Neide Archanjo - Já não há cíclopes

...nem criaturas dormindo de olho aberto

September 19, 2019, 8:00 pm
Freud - A avaliação de uma civilização
Freud - A avaliação de uma civilização

Quando já se viveu por muito tempo numa civilização

August 27, 2019, 7:01 pm
Carlos Drummond de Andrade - Viver
Carlos Drummond de Andrade - Viver

Isso, ou menos que isso...

September 4, 2019, 1:07 pm
Hilda Hilst - Amavisse - Poesia
Hilda Hilst - Amavisse - Poesia

Como se te perdesse, assim te quero

September 9, 2019, 7:56 pm
Thiago de Mello - A fruta aberta - Poesia
Thiago de Mello - A fruta aberta - Poesia

Aprendi contigo, amada. Aprendi com a tua beleza

September 21, 2019, 7:15 pm
Jean Cocteau - Poesia
Jean Cocteau - Poesia

Aproveitei-me, confesso, de certos acidentes

August 25, 2019, 7:00 pm