Anastácia – Versos na tarde – 14/01/2014


Contrato de separação
Anastácia¹

Olha, essa saudade
Que maltrata o meu peito
É ilusão
E por ser ilusão é mais difícil de apagar

Ela vai me consumindo lentamente
Ela brinca com meu peito
E leva sempre a melhor

Eu quis fazer com ela um contrato de separação
Negou-se, então, a aceitar
Sorrindo da minha ilusão

Só tem um jeito agora
É tentar de vez me libertar
Brigar com a lembrança
Pra não mais lembrar

¹Lucinete Ferreira
* Recife, PE. – 1943 d.C


Você leu?: Fernando Pessoa – E toda a noite a chuva veio – Poesia


Esse poema foi musicada por Dominguinhos e foi gravada pela Nana Caymmi.
Vídeo com interpretação de Nana Caymmi


[ad#Retangulo – Anuncios – Duplo]

Postado na categoria: Literatura - Palavras chave: , , , , , , ,

Leia também:

Tolstói x Dostoiévski: quem domina o barraco?
Tolstói x Dostoiévski: quem domina o barraco?

Quais obras você exibiria com orgulho na mesa?

October 20, 2019, 12:00 pm
Bretch - Aos que virão depois de nós - Poesia
Bretch - Aos que virão depois de nós - Poesia

Eu vivo em tempos sombrios.

November 8, 2019, 8:36 pm
Shakespeare a 17 mãos
Shakespeare a 17 mãos

Autoria mista em peças de Shakespeare?

October 26, 2019, 11:10 am
Simone de Beauvoir - O tempo é irrealizável - Filosofia
Simone de Beauvoir - O tempo é irrealizável - Filosofia

Pense para que não pensem por você.

November 8, 2019, 8:30 pm
Você tem quatro lobos dentro de si
Você tem quatro lobos dentro de si

A diferença entre o lobo e o homem: nenhuma

October 21, 2019, 6:37 pm
Albert Camus - Envelhecer - Literatura
Albert Camus - Envelhecer - Literatura

Envelhecer é o único meio de viver muito tempo. Albert Camus

November 7, 2019, 8:03 pm