Uruguai rejeita pedido de asilo de ex-presidente do Peru acusado de corrupção


Uruguay,Peru,Corrupção,Presidentes

Ex-presidente Alan García fez o pedido a Montevidéu alegando perseguição política – Flickr

Em coletiva de imprensa, o mandatário uruguaio anunciou que a negação do pedido foi embasada em considerações jurídicas e afirmou que o caso “não é perseguição política”

O presidente do Uruguai, Tabaré Vázquez, rejeitou nesta segunda-feira (03/12) o pedido de asilo político feito por Alan García, ex-presidente do Peru, acusado de receber propina da empreiteira Odebrecht.

García fez o pedido a Montevidéu alegando perseguição política e estava na embaixada do Uruguai em Lima desde 17 de setembro, com um amparo provisório enquanto o caso era estudado.


Você pode se interessar também sobre: O que há por trás da briga de 8 países sul-americanos com a Amazon


Em coletiva de imprensa, o mandatário uruguaio anunciou que a negação do pedido foi embasada em considerações jurídicas e afirmou que o caso “não é perseguição política”.

“No Peru funcionam de forma autônoma e livre os três poderes do Estado e especialmente o poder Judiciário que conduz as investigações de eventuais delitos econômicos do ex-presidente do Peru”, disse Vázquez.

Segundo a agência Efe, o embaixador do Uruguai no Peru, Carlos Barros, afirmou que “o Uruguai não concedeu o asilo ao ex-presidente Alan García, ele já saiu desta residência, todo o resto está por conta dos governos. Voltemos à paz”.

No sábado, García foi proibido de sair do Peru por determinação judicial pelo prazo de 18 meses.

Uma das investigações que pesam contra o ex-presidente é de que ele teria recebido 100 mil dólares da empreiteira Odebrecht, pagos como propina em troca da licitação para construção da Linha 1 do metrô de Lima.

Após o anúncio de Vázques, o presidente do Peru, Martín Vizcarra, escreveu em sua conta no Twitter que ninguém possui privilégios no Peru e destacou que “nossa democracia garante a independência dos poderes”.

Segundo a agência de notícias peruana Andina, Vizcarra se comunicou com o presidente uruguaio e garantiu “a independência dos poderes” e a continuidade das investigações.

Postado na categoria: América Latina, Corrupção - Palavras chave: , , , , , ,

Leia também:

A asfixiante vida dos venezuelanos depois de um ano de hiperinflação
A asfixiante vida dos venezuelanos depois de um ano de hiperinflação

Na Venezuela, carne e frutas viraram produtos de luxo e lojas foram obrigadas a fechar. 48% das famílias são pobresA asfixiante vida dos venezuelanos depois de um ano de hiperinflação...

December 8, 2018, 4:44 pm
“Hoje é a Venezuela, amanhã pode ser o Brasil”, adverte pesquisadora sobre conflito
“Hoje é a Venezuela, amanhã pode ser o Brasil”, adverte pesquisadora sobre conflito

Márcia Oliveira, especialista em fronteira e migração, analisa o papel do Brasil na “ajuda humanitária" ao país vizinho O Brasil assumiu um papel decisivo na fronteira com a Venezuela no...

March 4, 2019, 12:55 pm
É Froidi - Drops & Picles
É Froidi - Drops & Picles

Frase do dia "Assim que a expressão de entrega se choca com bloqueios que impedem a sua livre expansão, transforma-se em raiva destruidora." Wilhelm Reich Mais estranho que o desaparecimento...

December 15, 2018, 1:32 pm
Como a Escola de Chicago transformou país latino-americano em laboratório do neoliberalismo
Como a Escola de Chicago transformou país latino-americano em laboratório do neoliberalismo

Política econômica implementada pelo governo militar segue causando polêmica no Chile O golpe de Estado que depôs o presidente socialista Salvador Allende em 1973 e iniciou o governo do general Augusto Pinochet...

March 24, 2019, 11:11 am
Crise na Venezuela: o que dizem os soldados que desertaram nas fronteiras
Crise na Venezuela: o que dizem os soldados que desertaram nas fronteiras

A BBC News conversou com desertores venezuelanos que estão abrigados em uma igreja na Colômbia Os soldados que desertaram das forças armadas venezuelanas no sábado e cruzaram a fronteira para...

March 1, 2019, 11:00 am
Militares da Venezuela usam gás lacrimogêneo contra manifestantes na fronteira
Militares da Venezuela usam gás lacrimogêneo contra manifestantes na fronteira

Três membros das Forças Armadas teriam desertado antes da entrega prevista de ajuda humanitária

February 23, 2019, 1:00 pm