Almeida Garret – Literatura


Mais umas poucas dúzias de homens ricosAlmeida Garrett,Literatura,Blog do Mesquita

Não: plantai batatas, ó geração de vapor e de pó de pedra, macadamizai estradas, fazeis caminhos de ferro, construí passarolas de Ícaro, para andar a qual mais depressa, estas horas contadas de uma vida toda material, maçuda e grossa como tendes feito esta que Deus nos deu tão diferente do que a que hoje vivemos. Andai, ganha-pães, andai; reduzi tudo a cifras, todas as considerações deste mundo a equações de interesse corporal, comprai, vendei, agiotai. No fim de tudo isto, o que lucrou a espécie humana? Que há mais umas poucas dúzias de homens ricos. E eu pergunto aos economistas políticos, aos moralistas, se já calcularam o número de indivíduos que é forçoso condenar a miséria, ao trabalho desproporcionado, à desmoralização, à infâmia, à ignorância crapulosa, à desgraça invencível, à penúria absoluta, para produzir um rico? – Que lho digam no Parlamento inglês, onde, depois de tantas comissões de inquérito, já devia andar orçado o número de almas que é preciso vender ao diabo, número de corpos que se tem de entregar antes do tempo ao cemitério para fazer um tecelão rico e fidalgo como Sir Roberto Peel, um mineiro, um banqueiro, um granjeeiro, seja o que for: cada homem rico, abastado, custa centos de infelizes, de miseráveis.

Almeida Garrett, in ‘Viagens na minha Terra’


Você pode se interessar também sobre:


Postado na categoria: Literatura - Palavras chave:

Leia também:

Ernesto Sabato - Frase do dia

"Podemos estar enfrentando uma crise de ideologias, mas nunca de ideais, de lutar por justiça social. Povos oprimidos, pessoas perseguidas, todos os gêneros de ditadura são terríveis, de direita ou...

February 4, 2011, 10:02 am
É Froidi - Drops & Picles
É Froidi - Drops & Picles

Mais estranho que o sumiço do motorista, é o sumiço daqueles que sempre estiveram de plantão para comentar sobre casos de corrupção. Não engano ninguém. Quem já me leu, se...

December 19, 2018, 7:21 pm
Alexander Pope - Versos na tarde - 06/04/2014

"Não é um lábio ou um olho o que chamamos de beleza, mas a força global e o resultado final de todas as partes." Alexander Pope

April 6, 2014, 10:02 am
Sophia Andresen - Versos na tarde - 11/02/2015

Porque Sophia de Mello Breyner Andresen ¹ Porque os outros se mascaram, mas tu não Porque os outros usam a virtude Para comprar o que não tem perdão. Porque os...

February 11, 2015, 9:00 pm
Cecília Meireles - Versos na tarde - 25/12/2014

É preciso não esquecer nada Cecília Meireles ¹ É preciso não esquecer nada: nem a torneira aberta nem o fogo aceso, nem o sorriso para os infelizes nem a oração...

December 25, 2014, 9:00 pm
Os mais belos versos da MPB

"O remorso talvez seja a causa Do seu desespero Você deve estar bem consciente Do que praticou" Vingança - Linda Batista A letra na íntegra Eu gostei tanto Tanto quando...

March 15, 2008, 12:25 pm