Almandrade – Versos na tarde


Ponto de fuga
Almandrade ¹

Que indagação faz
o umbigo feminino
quando aparece entre
uma peça e outra
da veste?

Intimidade
sensualidade.

Nem mesmo
a musicalidade dos pêlos
é maior que o apelo
da cicatriz do nascimento.

¹ Antônio Luiz M. Andrade
* Salvador,BA.


Você pode se interessar também sobre: Roger Bussy-Rabutin – Frase do dia – 24/05/2017


É arquiteto, poeta e artista plástico baiano. Como artista plástico já participou de quatro bienais internacionais em São Paulo, além de várias outras exposições no país e no exterior. Editou em 74 a revista “Semiótica” e, seus poemas procuram dar às palavras intensidade plástica, forma. Publicou os livros “O Sacrifício dos Sentidos”, “Obscuridade do Riso”, “Poemas”, “Suor Noturno,” “Arquitetura de Algodão”.

Postado na categoria: Literatura - Palavras chave: , , , ,

Leia também:

Adalgisa Nery - versos na tarde
Adalgisa Nery - versos na tarde

Poema natural Adalgisa Nery ¹ Abro os olhos, não vi nada Fecho os olhos, já vi tudo. O meu mundo é muito grande E tudo que penso acontece. Aquela nuvem...

October 31, 2010, 9:00 pm
T. S. Elliot - Versos na tarde - 02/06/2018
T. S. Elliot - Versos na tarde - 02/06/2018

Os Homens Ocos T. S. Elliot  I. Nós somos os homens ocos Os homens empalhados Uns nos outros amparados O elmo cheio de nada. Ai de nós! Nossas vozes dessecadas, Quando...

June 2, 2018, 9:00 pm
Anaíde Beiriz - Prosa na tarde
Anaíde Beiriz - Prosa na tarde

Anaíde Beiriz ¹ “(...) O amor que não se sente capaz de um sacrifício não é amor; será, quando muito, desejo grosseiro, expressão bestial dos instintos, incontinência desvairada dos sentidos,...

January 17, 2011, 9:00 pm
Emily Dickinson - Frase do dia
Emily Dickinson - Frase do dia

"Tudo o que sabemos do amor, é que o amor é tudo que existe." Emily Dickinson

March 27, 2012, 10:02 am
Mário Quintana - Versos na tarde
Mário Quintana - Versos na tarde

Se tu me amas Mário Quintana¹ "Se tu me amas, ama-me baixinho Não o grites de cima dos telhados Deixa em paz os passarinhos Deixa em paz a mim! Se...

November 11, 2008, 9:00 pm
Henriqueta Lisboa - Poesia
Henriqueta Lisboa - Poesia

Serenidade Henriqueta Lisboa Há muito tempo, Vida, prometeste trazer ao meu caminho uma doida alegria feita de espírito e de chama, uma alegria transbordante, assim como esse alvo clarão que...

April 5, 2019, 9:00 pm