loader
Arte | Poesia | Literatura | Humor | Tecnologia da Informação | Design | Publicidade | Fotografia

Por que há cada vez mais moscas e baratas e menos borboletas e abelhas sábado, 16 de fevereiro de 2019

Direito de imagemGETTY IMAGESA população de diversas espécies de borboletas está em declínio, além de abelhas e libélulas  Uma nova análise científica sobre o número de insetos no mundo sugere que 40% das espécies estão experimentando uma “dramática taxa de declínio” e podem desaparecer. Entre elas, abelhas, formigas e besouros, que estão desaparecendo oito vezes mais rápido que espécies de mamíferos, pássaros e répteis. Já outras espécies, como moscas domésticas e baratas, devem crescer em número. Vários outros estudos realizados…

Cachalote achado morto na Indonésia engoliu 6 kg de plástico segunda-feira, 26 de novembro de 2018

Estômago do cetáceo continha centenas de pedaços de resíduos plásticos, entre copos, garrafas e até chinelos. Cinco países asiáticos, entre eles a Indonésia, são responsáveis por 60% desse lixo nos oceanos. Homens extraem resíduos plásticos de carcaça de cachalote na Indonésia A Indonésia diz investir um bilhão de dólares por ano para reduzir os detritos plásticos no mar em 70% até 2025 Um cachalote encontrado morto num parque nacional na Indonésia tinha quase 6 kg de resíduos plásticos no estômago,…

LIXO PLÁSTICO, UM DESAFIO PARA O PLANETA – VI terça-feira, 30 de outubro de 2018

Começo de vida plastificado Alguns animais encontram uma utilidade para resíduos de plástico. Este cisne fez seu ninho no lixo em um lago de Copenhague que é popular entre os turistas. Seus filhotes saíram dos ovos rodeados de dejetos, o que não é um bom início de vida. Mas para outros animais, as consequências são muito piores. Compartilhe a informação:

Ambiente e Poluição: Corais em extinção? quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Grande Barreira de Coral sofre danos sem precedentes, afirmam cientistas Área danificada atinge 1.500 quilômetros, equivalente a dois terços; pesquisadores dizem que corais danificados por dois anos seguidos de branqueamento têm chances mínimas de recuperação. Cerca de 1.500 quilômetros da Grande Barreira de Coral australiana – o equivalente a dois terços – estão danificados após dois anos seguidos de branqueamento, disseram cientistas australianos nesta segunda-feira (10/04). No mês passado, os cientistas disseram que haviam detectado um intenso processo de branqueamento…

© Copyright 2018 Blog do Mesquita - Direitos Reservados. | POLÍTICA DE PRIVACIDADE | MBrasil