loader
Arte | Poesia | Literatura | Humor | Tecnologia da Informação | Design | Publicidade | Fotografia

Anibal Beça – Poesia – Literatura sexta-feira, 19 de abril de 2019

Quinta Estação Anibal Beça Não há recomeço possível. Senão um olhar para trás. A flor que murcha cai não torna para o galho. Por cima dos ombros o outono perde a primavera e as folhas secas são tapetes grados para amaciar pegadas. Um murmúrio bate à nossa porta e o vento inexorável escarifica cicatrizes no exato arrepio. No pressentido encontro – bandido convicto – assalto o canteiro dessa noite insone e agasalho a alba na gruta do sésamo.   Compartilhe…

Thiago de Melo – Poesia – Literatura quarta-feira, 27 de março de 2019

Como um rio Thiago de Melo Ser capaz, como um rio que leva sozinho a canoa que se cansa, de servir de caminho para a esperança. E de levar do límpido a mágoa da mancha, como o rio que leva e lava. Crescer para entregar na distância calada um poder de canção, como o rio decifra o segredo do chão. Se tempo é de descer, reter o dom da força sem deixar de seguir. E até mesmo sumir para, subterrâneo,…

Elizabeth Barrett Browning – Poesia – Como te amo? sexta-feira, 8 de março de 2019

Como te amo? Elizabeth Barrett Browning Como te amo? Deixa-me contar de quantas maneiras. Amo-te até ao mais fundo, ao mais amplo e ao mais alto que a minha alma pode alcançar buscando, para além do visível dos limites do Ser e da Graça ideal. Amo-te até às mais ínfimas necessidades de todos os dias à luz do sol e à luz das velas. Amo-te com liberdade, enquanto os homens lutam pela Justiça; Amo-te com pureza, enquanto se afastam da…

Gerson Valle – Poesia domingo, 27 de janeiro de 2019

Fala das melodias Gerson Valle Chegávamos ao ponto de falarmos por melodias, enquanto nossos olhares davam-se as mãos, percorrendo um possível horizonte de encontros. Que palavras haveriam de se formar na dimensão pura de nosso olhar? Escapa a emoção dos momentos, forçando-nos a procurá-los por cima dos armários, pelas penas dos pássaros que passam, ou condensá-los na forma de poesia, que não devia estar aqui, ser escrita ou pensada, por ser poesia em si, e mais nada. Mas, não querendo…

Walt Whitman – Poesia sexta-feira, 12 de outubro de 2018

Às vezes com a pessoa a quem amo Walt Whitman ¹ Às vezes com a pessoa a quem amo Fico cheio de raiva Por medo de estar só eu dando amor Sem ser retribuído; Agora eu penso que não pode haver amor Sem retribuição, que a paga é certa De uma forma ou de outra. (Amei certa pessoa ardentemente e meu amor não foi correspondido, mas foi daí que tirei estes cantos.) As coisas mais importantes. Compartilhe a informação:

© Copyright 2018 Blog do Mesquita - Direitos Reservados. | POLÍTICA DE PRIVACIDADE | MBrasil