1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas ( Seja o primeiro a votar !!! )
Loading...

Mário Quintana – Versos na tarde – 24/04/2017

Esperança Mário Quintana¹ Lá bem no alto do décimo segundo andar do Ano Vive uma louca chamada Esperança E ela pensa que quando todas as sirenas Todas as buzinas Todos os reco-recos tocarem Atira-se E — ó delicioso voo! Ela será encontrada miraculosamente incólume na calçada, Outra vez criança… E em torno dela indagará o […]

, , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Hannah Arendt – Poesia – 21/04/2017

Poema Hannah Arendt¹ Não chore pela suave tristeza Quando o olhar de quem não tem lar Ainda o corteja envergonhado. Sinta como a história mais pura Ainda oculta tudo. Sinta o movimento mais tenro De gratidão e fidelidade. E você saberá: sempre, O amor renovado será dado. ¹Johanna Arendt * Hanôver, Alemanha – 14 de outubro […]

, , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Shakespeare – Versos na tarde – 20/04/2017

Soneto I Shakespeare¹ Dentre os mais belos seres que desejamos enaltecer, Jamais venha a rosa da beleza a fenecer, Porém mais madura com o tempo desfaleça, Seu suave herdeiro ostentará a sua lembrança; Mas tu, contrito aos teus olhos claros, Alimenta a chama de tua luz com teu próprio alento, Atraindo a fome onde grassa […]

, , , , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (7 votos, média: 4,57 de 5)
Loading...

Nirton Venâncio – Versos na tarde – 18/04/2017

Seletivo Nirton Venâncio ¹ Quem é você para vender falsos sonhos e enciclopédias no terreiro de minha casa? Tire os seus sapatos: no meu chão sagrado só caminha quem tem asas. (do livro “Poesia provisória”) ¹ Nirton Venâncio * Crateús, CE. – 1955 Tweet

, ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas ( Seja o primeiro a votar !!! )
Loading...

Manuel Bandeira – Versos na tarde – 17/04/2017

Poema Manuel Bandeira¹ Escuta, eu não quero contar-te o meu desejo Quero apenas contar-te a minha ternura Ah se em troca de tanta felicidade que me dás Eu te pudesse repor – Eu soubesse repor – No coração despedaçado As mais puras alegrias de tua infância! ¹Manuel Carneiro de Sousa Bandeira Filho * Recife, PE. […]

, , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

T.S. Eliot – Versos na tarde – 16/04/2017

Rapsódia de uma noite de vento T.S.Eliot ¹ Doze horas. Pelos caminhos da rua Preso em síntese lunar A sussurrar encantos lunares Dissolvem-se os assoalhos da memória E suas relações claras Divisões e precisões, Todo poste que passo Bate como um tambor fatalista, E pelos espaços do escuro A meia-noite chacoalha a memória Como um […]

, , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Bernhard Wosien – Versos na tarde – 15/04/2017

Dança Bernhard Wosien¹ Eu danço uma canção do silêncio seguindo uma música cósmica e coloco meu pé ao longo das beiras do céu eu sinto como seu sorriso me faz feliz. ¹Bernhard Wosien * Munique, Alemanha – 19 de setembro de 1908 + Munique, Alemanha – 29 de abril de 1986   Tweet

, , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Cora Coralina – Versos na tarde – 14/04/2017

Saber Viver Cora Coralina¹ Não sei se a vida é curta ou longa para nós, mas sei que nada do que vivemos tem sentido, se não tocarmos o coração das pessoas. Muitas vezes basta ser: colo que acolhe, braço que envolve, palavra que conforta, silêncio que respeita, alegria que contagia, lágrima que corre, olhar que […]

, , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas ( Seja o primeiro a votar !!! )
Loading...

Martha Medeiros – Versos na tarde – 13/04/2017

Perguntas Martha Medeiros¹ Quantas vezes você andava na rua e sentiu um perfume e lembrou de alguém que gosta muito? Quantas vezes você olhou para uma paisagem em uma foto, e não se imaginou lá com alguém… Quantas vezes você estava do lado de alguém, e sua cabeça não estava ali? Alguma vez você já […]

, , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

John Keats – Versos na tarde – 11/04/2017

Ode sobre uma urna grega John Keats¹ Tradução: Augusto de Campos I Inviolada noiva de quietude e paz, Filha do tempo lento e da muda harmonia, Silvestre historiadora que em silêncio dás Uma lição floral mais doce que a poesia: Que lenda flor-franjada envolve tua imagem De homens ou divindades, para sempre errantes. Na Arcádia […]

, , , , , , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas ( Seja o primeiro a votar !!! )
Loading...

Paul Eluard – Versos na Tarde – 10/04/2017

Seus olhos sempre puros Paul Eluard¹ Dias de lentidão, dias de chuva, Dias de espelhos quebrados e agulhas perdidas, Dias de pálpebras fechadas ao horizonte [ dos mares, De horas em tudo semelhantes, dias de cativeiro. Meu espírito que brilhava ainda sobre as folhas E as flores, meu espírito é desnudo feito o amor, A […]

, , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

T.S.Eliot – Versos na tarde – 09/04/2017

Lírica T.S.Eliot¹ Se o tempo e o espaço, como os sábios dizem São coisas que não podem ser, O sol que não percebe o seu declínio Não é maior do que nós somos. Então, por que, Amor, imploraríamos Por vivermos todo um século? A borboleta que só vive um dia Viveu por toda a eternidade. […]

, , ,