loader
Arte | Poesia | Literatura | Humor | Tecnologia da Informação | Design | Publicidade | Fotografia

O futuro incerto da demarcação de terras indígenas sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

Território indígena no Norte do Brasil Atualmente, terras indígenas compõem 13% do território brasileiro Bolsonaro transferiu da Funai para o Ministério da Agricultura a tarefa de delimitar terras indígenas, e mudanças ainda são incógnita. Especialistas veem conflito de interesses e temem inclusive por áreas já demarcadas. Os moradores da Terra Indígena (TI) Tabocal, no Amazonas, aguardam ansiosamente o dia em que receberão a notícia de que a demarcação de suas terras foi concluída. “Saiu o registro? A gente aqui não…

Grileiros intensificam invasão na Terra Indígena Karipuna, em Rondônia sábado, 26 de janeiro de 2019

Grileiros e invasores pretendem morar dentro da TI Karipuna © Christian Braga/Greenpeace Invasores usam um posto desativado da Funai para ampliar a destruição da floresta e se apropriarem da área. Outras terras indígenas também sofrem este novo modo de destruição e posse na Amazônia. Se depender dos grileiros que intensificam a invasão na Terra Indígena (TI) Karipuna, o Posto Indígena de Vigilância (PIV), da Fundação Nacional do Índio (Funai), pode mudar de nome para Posto de Apoio às Invasões (PAI). Segundo as…

Tópicos do dia – 27/08/2012 segunda-feira, 27 de agosto de 2012

08:28:19 Portaria que acaba com ‘independência’ das nações indígenas começa a valer dia 19 próximo. A portaria da Advocacia-Geral da União (AGU) que põe fim à polêmica sobre a independência política e econômica das nações indígenas começa a valer no próximo dia 19. A portaria já deveria estar em vigor desde o mês de julho, mas a nova data foi marcada a pedido da Fundação Nacional do Índio (Funai), que pediu para fazer consultas aos povos indígenas no período para,…

Ministro Marco Aurélio do STF vota pela anulação da demarcação da Reserva Raposa Serra do Sol quinta-feira, 19 de março de 2009

Com a lucidez que lhe é peculiar e com impressionante saber constitucional, o Ministro Marco Aurélio de Melo, apresentou uma voto de lucidez no oba oba lírico, poético e periférico que norteou, até aqui, os votos dos demais ministros do Supremo Tribunal Federal. O voto do ministro será resgatado pela história quando o Brasil deixar de ser um Estado Federativo, e tiver se transformado, conforme estará sacramentado pela maioria de votos favoráveis, num Estado de Nações, por conta do surrealismo…

© Copyright 2018 Blog do Mesquita - Direitos Reservados. | POLÍTICA DE PRIVACIDADE | MBrasil