loader
Arte | Poesia | Literatura | Humor | Tecnologia da Informação | Design | Publicidade | Fotografia

Neruda – Versos na tared – 02/06/2018 sexta-feira, 1 de junho de 2018

Se Me Esqueceres Pablo Neruda Quero que saibas  uma coisa. Sabes como é:  se olho  a lua de cristal, o ramo vermelho  do lento outono à minha janela,  se toco  junto do lume  a impalpável cinza  ou o enrugado corpo da lenha,  tudo me leva para ti,  como se tudo o que existe,  aromas, luz, metais,  fosse pequenos barcos que navegam  até às tuas ilhas que me esperam. Mas agora,  se pouco a pouco me deixas de amar  deixarei de te amar…

Neruda – Frase do dia – 10/01/2018 quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

“É proibido sentir saudades de alguém sem se alegrar, esquecer seus olhos, seu sorriso, só porque seus caminhos se desencontraram.” Pablo Neruda Compartilhe a informação:

Pablo Neruda – Versos na tarde – 31/12/2017 domingo, 31 de dezembro de 2017

As Máscaras Pablo Neruda¹ Piedade para estes séculos e seus sobreviventes alegres ou maltratados, o que não fizemos foi por culpa de ninguém, faltou aço: nós o gastamos em tanta inútil destruição, não importa no balanço nada disto: os anos padeceram de pústulas e guerras, anos desfalecentes quando tremeu a esperança no fundo das garrafas inimigas. Muito bem, falaremos alguma vez, algumas vezes, com uma andorinha para que ninguém escute: tenho vergonha, temos o pudor dos viúvos: morreu a verdade…

Neruda – Versos na tarde – 20/12/2017 quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Peço silêncio Neruda Agora me deixem tranquilo. Agora se acostumem sem mim. Eu vou cerrar os meus olhos. Somente quero cinco coisas, cinco raízes preferidas. Uma é o amor sem fim. A segunda é ver o outono. Não posso ser sem que as folhas voem e voltem à terra. A terceira é o grave inverno, a chuva que amei, a carícia do fogo no frio silvestre. Em quarto lugar o verão redondo como uma melancia. A quinta coisa são os…

© Copyright 2018 Blog do Mesquita - Direitos Reservados. | POLÍTICA DE PRIVACIDADE | MBrasil