1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Lya Luft – Versos na tarde – 02/11/2017

Canção na Plenitude Lya Luft ¹ Não tenho mais os olhos de menina nem corpo adolescente, e a pele translúcida há muito se manchou. Há rugas onde havia sedas, sou uma estrutura agrandada pelos anos e o peso dos fardos bons ou ruins. (Carreguei muitos com gosto e alguns com rebeldia.)O que te posso dar […]

, ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (6 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Lya Luft – Prosa na tarde – 14/12/2016

”A vida é maravilhosa, mesmo quando dolorida.  Eu gostaria que na correria da época atual a gente pudesse se permitir, criar, uma pequena ilha de contemplação, de autocontemplação, de onde se pudesse ver melhor todas as coisas: com mais generosidade, mais otimismo, mais respeito, mais silêncio, mais prazer. Mais senso da própria dignidade, não importando […]

, ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Lya Luft – Versos na tarde – 11/10/2016

Dança Lenta Lya Luft¹ Não somos nem bons nem maus: somos tristes. Plantados entre chão e estrelas, lutamos com sangue, pedras e paus, sonho e arte. Nem vida nem morte: somos lúcida vertigem, glória e danação. Somos gente: dura tarefa. Com sorte, aqui e ali a ternura faz parte. ¹Lya Luft *Santa Cruz do Sul, […]

, , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Lya Luft – Versos na tarde – 09/08/2015

Poema Lya Luft¹ Se te pareço ausente, não creias: hora a hora minha dor agarra-se aos teus braços, hora a hora meu desejo revolve teus escombros, e escorrem dos meus olhos mais promessas. Não acredites nesse breve sono; não dês valor maior ao meu silêncio; e se leres recados numa folha branca, Não creias também: […]

, , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Lya Luft – Verso na tarde – 26/07/2015

Canção na plenitude Lya Luft¹ Não tenho mais os olhos de menina nem corpo adolescente, e a pele translúcida há muito se manchou. Há rugas onde havia sedas, sou uma estrutura agrandada pelos anos e o peso dos fardos bons ou ruins. (Carreguei muitos com gosto e alguns com rebeldia.) O que te posso dar […]

, , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Lya Luft – Versos na tarde – 06/07/2015

Histórias do tempo Lya Luft ¹ Ardo na minha contradição, desabrocho na minha dúvida, faço da vida um presságio e da verdade um pressentimento ¹ Lya Luft * Santa Cruz do Sul, RGS – 15 de Setembro de 1938 d.C Tweet

, ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Lya Luft – Versos na tarde – 14/03/2015

O mundo filtra-se pelos meus ouvidos Lya Luft¹ O mundo filtra-se pelos ouvidos de quem, como eu, só vê a própria noite: meus olhos pegam sons com gestos falhos, a máscara que vesti não tinha frestas. Sons como peixes nesta sombra eterna chegam e nadam, giram, se entrechocam, em desenhos de luz que não entendo. […]

, , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Lya Luft – Frase do dia – 19/11/2014

“A maturidade me permite olhar com menos ilusões, aceitar com menos sofrimento, entender com mais tranquilidade, querer com mais doçura.” Lya Luft Tweet

, , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (11 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Sticky: Lya Luft – Frase do dia – 02/11/2014

“Há pessoas que em vez de destruir, constroem, em lugar de invejar, presenteiam; em vez de envenenar, embelezam; em lugar de dilacerar, reúnem e agregam.” Lya Luft Tweet

, , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (8 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Lya Luft – Versos na tarde – 04/10/2014

Canção das mulheres Lya Luft ¹ Que o outro saiba quando estou com medo, e me tome nos braços sem fazer perguntas demais. Que o outro note quando preciso de silêncio e não vá embora batendo a porta, mas entenda que não o amarei menos porque estou quieta. Que o outro aceite que me preocupo […]

, , , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Lya Luft – Versos na tarde – 18/08/2014

Tão sutilmente em tantos breves anos Lya Luft ¹ Tão sutilmente em tantos breves anos foram se trocando sobre os muros mais que desigualdades, semelhanças, que aos poucos dois são um, sem que no entanto deixem de ser plurais: talvez as asas de um só anjo, inseparáveis. Presenças, solidões que vão tecendo a vida, o […]

, , ,
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Lya Luft – Versos na tarde – 01/07/2014

Poema Lya Luft¹ Derrama sobre mim tua esperança de homem, tanto tempo contida: planta em meu solo a árvore da renovação, mais alta do que a noite escura. Larga a solidão, apaga a desesperança, inventa um novo reino onde as águas não são naufrágio, nem o amor desengano. Vem para esta enseada, onde há ventania […]

, ,
12